Imagine um alimento capaz de fazer as pessoas lacrimejarem e ainda por cima causar sensação de ardor ao ser consumido cru. Esse alimento é a cebola. Mas por que choramos quando cortamos cebola? Descubra a resposta e veja algumas curiosidades sobre a cebola nas linhas a seguir.

 

O nome científico da cebola é Allium cepa, uma planta da família amaryllidaceae e ordem asparagales (a mesma do aspargo).

 

Acredita-se que o consumo de cebola seja tão antigo quanto a agricultura, datando de cerca de 7 mil antes de Cristo.

 

A cebola possuía uma simbologia interessante no antigo Egito. Consideradas símbolos da eternidade, elas possuíam papel importante nos ritos funerários. Eram inclusive enterradas junto com os faraós.

 

Os antigos gregos acreditavam que a cebola ajudava a aumentar a força. É por esse motivo que os atletas dos primeiros jogos olímpicos costumavam comer cebola antes das competições.

 

Durante a Idade Média, a cebola era usada como presente (inclusive de casamento!) e até para pagar aluguel.

 

A cebola possui pouquíssimas calorias. Só para se ter ideia, em 100 gramas de cebola, são encontradas apenas 45 calorias.

 

Sabe-se que a cebola é rica em ferro, cálcio, potássio e fósforo, além de vitaminas do complexo B, C e E.

 

Como é rica em fósforo, ferro e vitamina E, ela ajuda na prevenção da anemia. Auxilia o corpo na regeneração dos glóbulos vermelhos e na reposição do sangue.

 

O potássio é importante para a prevenção de gota, hipertensão e cálculos renais. É também essencial para evitar a retenção de líquidos do organismo.

 

A cebola possui alto teor de cisteína e quercetina, sendo essa última muito importante para a circulação sanguínea.

 

Ao contrário do que muitos pensam, a cebola não faz mal para estômago. Pelo contrário. Ela auxilia na digestão e auxilia bastante no tratamento da úlcera e outros tipos de inflamações. Mas…

 

Ela pode até fazer bem para o estômago, mas não é muito legal com o intestino. Isso porque a cebola pode causar sensibilidade nesse órgão, produzindo gases e sensação de inchaço na barriga.

 

Recomenda-se o consumo de cebola para inúmeros fins, inclusive para a prevenção da trombose. Isso porque ela aumenta a capacidade de dissolver coágulos internos. Detalhe: ela também é muito importante na redução do colesterol.

 

Mas por que choramos quando descascamos cebola? Simples: porque ela possui substâncias – sendo uma delas o enxofre – que produzem ácido sulfúrico quando se misturam, fazendo os olhos arderem e lacrimejarem.

 

Qual o melhor truque para cortar cebola sem chorar? Dizem que é só colocar a cebola no freezer por 10 minutos, usar uma faca bem afiada e cortá-la sob a água (não precisa ser água corrente). Mas bom mesmo é usar um óculo de proteção durante o trabalho, principalmente se você precisa picar muita cebola.

 

Cebolas podem até fazer bem aos humanos, mas são prejudiciais aos pets. Se ingeridos pelo cão podem causar irritação gastrointestinais e danos às células vermelhas do sangue. Os primeiros sinais de envenenamento surgem alguns dias após a ingestão.

 

Os dois maiores produtos mundiais de cebola são a China e a Índia. Quase metade da produção (48%) sai desses países.

 

O país onde mais se consome cebola em todo o mundo é a Líbia. Um líbio consome, em média, 66,8 quilos por ano (é difícil de acreditar, mas é isso mesmo).

 

Fontes: Wikipédia, BOL, Wikihow.

 

Share: