Peixe mais consumido no Brasil na Sexta-feira Santa, o bacalhau é normalmente importado da Noruega. Mas será que você pelo menos já viu um bacalhau vivo? Confira adiante algumas curiosidades sobre a origem e o consumo desse importante peixe, presente na culinária brasileira e portuguesa.

 

A palavra bacalhau vem do latim baccalaureu.

 

Na Espanha, ele é chamado de bacalao; na França, de cabillaud, no Reino Unido de codfish e na Dinamarca de torsk.

 

A verdade é que não existe apenas uma, mas diversas espécies de bacalhau. O bacalhau que nós conhecemos (e, graças a nossos irmãos lusitanos, apreciamos muitíssimo) é do tipo Gadus morhua, também conhecido como cod ou bacalhau do Porto.

 

Apesar de ser chamado de bacalhau do Porto, esse tipo de peixe praticamente não existe na costa portuguesa – e muito menos no Porto.

 

Então, qual a origem da expressão bacalhau do Porto? O peixe é, na verdade, pescado nas águas frias da Noruega e, depois de salgado, transportado para Portugal. O Porto é um importante centro de comércio de bacalhau.

 

O Porto é a segunda maior cidade de Portugal, com cerca de 350 mil habitantes.

 

O hábito de comer bacalhau veio para o Brasil com os primeiros portugueses, mas só começou a se difundir com a chegada da família real portuguesa ao Brasil, em 1808.

 

Todos sabem que o consumo de bacalhau é maior na Páscoa. Mas quem trouxe esse costume para o Brasil? Foram os portugueses, que seguiam as regras da Igreja Católica de não comer carnes “quentes” (as carnes vermelhas) durante os dias santificados como a Sexta-feira Santa.

 

O Brasil consome 30% do bacalhau pescado na Noruega. Em quilos, isso dá 18 mil toneladas por ano.

 

A cidade de Aalesund, no Norte da Noruega, vive quase que exclusivamente da pesca do bacalhau.

 

O primeiro povo a consumir e comercializar o bacalhau salgado foi o basco. Antes, ele era apenas deixado para secar ao sol, o que não garantia uma longa durabilidade à carne.

 

Por preservar as propriedades do peixe fresco durante meses, o bacalhau era estocado e usado como refeição nos navios portugueses que cruzaram os mares na época das grandes navegações.

 

Cem gramas de bacalhau contém 38 gramas de proteína, 1 grama de gordura, 60 miligramas de cálcio, 1,6 miligramas de ferro e 40 gramas de água, além de vitaminas do complexo B.

 

O bacalhau é um peixe de crescimento rápido e vida longa. Ele pode viver mais de 20 anos e pesar 50 quilos.

 

A Noruega está tentando preservar e manter os estoques de bacalhau. Mesmo assim, entidades ambientais preveem que, em virtude do largo consumo, esse tipo de peixe pode desaparecer em poucos anos. Isso significa… adeus, bacalhau com batatas!

 

Share: