O alimento mais consumido do mundo é o leite. São quase 480 milhões de toneladas consumidas ao ano, seja na forma de iogurtes, queijos, sorvetes, coalhadas e outros derivados. Ele é indispensável no café da manhã do brasileiro. Veja nos tópicos abaixo algumas curiosidades sobre esse alimento. Você vai gostar de saber.

 

Acredita-se que o consumo de leite de vaca tenha começado há 11 mil anos, com a domesticação dos primeiros animais.

 

Ao contrário do que muita gente imagina, a vaca não dá leite só quando amamenta. O período de lactação começa na época do nascimento da cria, mas continua depois do desmame, estimulada pela ordenha mecânica e manual.

 

O leite de búfala é mais branco e nutritivo do que o de vaca. A verdadeira muzzarella italiana é feita somente com esse tipo de leite.

 

O produto à base de leite mais comum é o queijo. Estima-se que somente na França existam de 400 tipos de queijos.

 

Aliás, manga com leite faz mal? Não, pelo contrário, é uma combinação deliciosa e altamente nutritiva.

 

Algumas crianças (e adultos, claro) tem intolerância à lactose. O problema varia de pessoa para pessoa. Crianças que tem alta intolerância não podem consumir nenhum produto que contenha lactose.

 

O animal que produz mais leite é a baleia azul. Uma única fêmea é capaz de produzir nada menos que 600 litros por dia.

 

O leite de iaque é muito consumido na Ásia Central, onde esse animal é comum. Já o consumo do leite de camelo é comum no Noroeste da África e em parte do Oriente Médio. Nos Andes, consome-se com frequência leite de lhama e alpaca. Na Sibéria em regiões como a Lapônia, a população costuma se alimentar de leite de rena.

 

O consumo de leite de égua é muito comum na Ásia Central (Mongólia, Cazaquistão, Quirguistão etc). Aliás, uma das bebidas mais típicas do interior do Quirguistão é uma bebida fermentada à base de leite de égua.

 

A cerveja preta não aumenta a produção de leite em mulheres grávidas. Esqueça esse mito. A crença que liga o consumo de cerveja preta a quantidade de leite é tão arraigada que, não faz muito tempo, foi criada nos Estados Unidos uma cerveja indicada para grávidas, a Malt Nutrine.

 

Por falar em aleitamento materno, você sabia que é possível produzir queijo com leite humano?

 

A sigla UHT presente nas embalagens de leite longa vida significa ultra high temperature (temperatura ultra-alta, em português). Isso por que, durante a produção, o leite escorre por dois segundo em chapas de metal “ultra-alta” aquecidas para matar os microorganismos e, assim, manter o produto fresco nas prateleiras dos supermercados.

 

O leite em pó é feito a partir da “secagem” do leite comum. Para retirar a água do leite, o fabricante simplesmente faz com que, em dois ou três processos, ela evapore e se transforme no pó que costumamos comprar no supermercado.

 

A palavra iogurte (yogurt) originou-se do idioma turco e é usada para se referir ao leite fermentado com bactérias até conseguir uma forma final de massa semi-líquida.

 

Uma última curiosidade: os estudiosos suspeitam que o tipo de leite mais consumido no mundo talvez não seja o de vaca, mas o de cabra.

 

Fontes: Mundo Estranho, Wikipédia, Saúde é Vital!, Terra, Curioso Wiki.

 

Share: