Descubra nos tópicos a seguir curiosidades sobre um dos mais fascinantes e perigosos animais africanos: o hipopótamo. Você sabia, por exemplo, que existe mais de uma espécie de hipopótamo? Sabia que eles são responsáveis por dezenas de mortes de seres humanos? Confira.

 

Hipopótamos é uma palavra de origem grega cuja significado é “cavalo de rio”.

 

Hipopótamos são mamíferos da variada ordem Artiodactyla (animais de casco com um número par de dedos nas patas), que compreende espécies como o camelo, a girafa e o bisão, entre outros.

 

Existem somente duas espécies de hipopótamo atualmente, o hipopótamos comum e o pigmeu. Enquanto o hipopótamos comum (Hippopotamus anphibius) chega a 3,5 metros de comprimento e 3 toneladas de peso, o pigmeu (Hexaprotodom liberienses) tem o tamanho de um porco. O comum vive em grupo de até 30 indivíduos, o pigmeu vive em duplas.

 

Os hipopótamos machos possuem uma forma bem bizarra de chamar a atenção das fêmeas para o acasalamento. Eles defecam em si mesmos e abanam a cauda como uma hélice, na intenção de espalhar as fezes para todos os lados. Acredite, a técnica realmente ajuda a atrair o sexo oposto.

 

Hipopótamos possuem bocas enormes, podendo abrir até 145º (só para efeito de comparação: a humana abre apenas 45º).

 

O animal de grande porte que mais mata pessoas na África não é o leão e, sim, o hipopótamo. Seu comportamento se torna muito agressivo com a proximidade de estranhos. Ele é capaz de destruir uma canoa com o dentes.

 

Os hipopótamos atacam pessoa por um motivo bem simples: eles são animais territorialistas.

 

Eles costumam sair da água ao entardecer, normalmente para se alimentar. Um hipopótamo é capaz de se deslocar 8 quilômetros e comer 65 quilos de gramíneas por dia.

 

Em terra, um hipopótamos pode correr a 48 quilômetros por hora, alcançando facilmente um ser humano (para se ter uma ideia, Usain Bolt, o maior corredor da atualidade, corre a cerca de 43,9 quilômetros por hora).

 

O suor dos hipopótamos é cor-de-rosa.

 

Se os dentes de um hipopótamo quebrarem, eles voltam a crescer.

 

Às vezes, os hipopótamos bocejam para mostrar as presas – com o detalhe de que elas podem chegar a 30 centímetros de comprimento, maior do que o antebraço de um adulto médio – e ameaçar prováveis invasores.

 

As presas dos hipopótamos são mais valorizadas do que as dos elefantes, e por um motivo bem simples: ela não amarelam com o tempo.

 

Esses animais passam a maior parte do tempo na água, onde descansam e se reproduzem. A água ajuda a manter a temperatura do corpo baixa e evita o ressecamento da pele.

 

Hipopótamos são capazes de dormir debaixo d´água e subir para respirar ainda dormindo. Enquanto um adulto sobe para respirar a cada 3-5 minutos, um jovem sobe a cada 2-3 minutos.

 

Eles possuem válvulas no nariz e membranas nas orelhas para tapá-las durante os mergulhos.

 

A gestação dura entre 210 e 250 dias e o filhote sempre nasce debaixo d´água. As fêmeas parem um filhote por vez.

 

Pesquisas recentes indicam que um grupo de artiodátilos parecidos com os hipopótamos regressou ao mar, dando origem à ordem dos cetáceos (isso mesmo: eles possuem mais relação com as baleias do que com qualquer animal terrestre).

 

Fontes: Wikipédia, Mil Bichos, Mundo Estranho.

 

Share: