Castro Alves foi um dos maiores poetas brasileiros do século XIX. É autor do famoso poema Navio Negreiro, considerado por muitos como um autêntico manifesto abolicionista. Veja nas linhas a seguir algumas informações curiosas sobre Castro Alves, sua vida e sua obra.

 

O nome completo do poeta Castro Alves era Antônio Frederico de Castro Alves.

 

Castro Alves nasceu na localidade de Curralinho, no Recôncavo Baiano, próximo de Salvador. A cidade hoje é chamada de Castro Alves, em homenagem ao poeta.

 

Era durante a infância e adolescência chamado de Cecéu pelos irmãos e amigos.

 

Com sete anos de idade, mudou-se para Salvador, onde fez o curso primário e o ginasial.

 

A Destruição de Jerusalém, seu primeiro poema, foi publicado quando ele tinha apenas 15 anos de idade.

 

Nem todos sabem, mas além de poeta, Castro Alves era pintor e compositor. Algumas das suas pinturas e partituras são atualmente mantidas no Museu Histórico Nacional.

 

Engajou-se na campanha abolicionista durante a passagem por Recife, onde pretendia estudar Direito. Em virtude de seus poemas anti-escravagistas, entre os quais o excelente O Navio Negreiro, é ainda hoje conhecido como O Poeta dos Escravos.

 

O Navio Negreiro, seu mais famoso poema, foi inicialmente batizado como Tragédia no Mar.

 

Foi contemporâneo dos escritores José de Alencar e Machado de Assis. Durante uma visita ao Rio de Janeiro, foi recebido pelo autor de Iracema, O Guarani e Senhora.

 

Ingressou na Faculdade de Direito de Recife, mas continuou os estudos na Faculdade de Direito de São Paulo. Aliás, ele não foi o único grande nome da literatura a estudar na prestigiada faculdade paulistana. Por lá também passaram nomes como Aluísio de Azevedo, Fagundes Varella, Monteiro Lobato e Fernando Henrique Cardoso, entre outros.

 

Manteve um romance de cinco anos com a atriz, poetisa e escritora Eugénia Câmara, com quem chegou a viver junto. Detalhe: ela tinha 26 anos e ele apenas 16 quando se conheceram.

 

Castro Alves é autor de uma peça de teatro chamada Gonzaga ou a Revolução de Minas, que escrever para sua amante Eugênia Câmara.

 

Ele teve que amputar um dos pés em virtude de um ferimento de espingarda. Detalhe: foi o próprio poeta quem atirou por acidente. Outro detalhe: a amputação foi realizada sem anestesia.

 

Acredite se quiser, mas o poeta morreu com apenas 24 anos de idade.

 

Você sabia que o poeta chileno Pablo Neruda escreveu um poema em homenagem a Castro Alves? O poema chama-se Castro Alves do Brasil.

 

Fonte: Wikipédia, Mundo Educação, Terra.

 

Share: