Percorra as linhas abaixo e descubra algumas informações, além de fatos curiosos, sobre o escritor Érico Veríssimo. Você sabia, por exemplo, que ele já deu aulas de inglês? Sabia que também já trabalhou como farmacêutico? Confira.

 

Érico Lopes Veríssimo nasceu na cidade gaúcha de Cruz Alta, em 1905.

 

Gênio precoce, aos 13 anos de idade, ele já lia autores consagrados como Émile Zola, Fiódor Dostoievsky, Walter Scott e Aluísio Azevedo.

 

Durante a juventude, trabalhou dando aulas de literatura e inglês. Também exerceu durante um bom tempo a função de farmacêutico.

 

Em Porto Alegre, foi contratado como secretário de redação da Revista do Globo, uma publicação mantida pela Livraria do Globo, que daria origem à Editora Globo. Detalhe: a editora Globo de Porto Alegre foi comprada pela carioca RGE e hoje faz parte do mesmo grupo da “Vênus Platinada”.

 

Em virtude da censura imposta pelo Estado Novo, muda-se para os Estados Unidos, onde leciona Literatura e História do Brasil em Oakland, na California.

 

Iniciou a carreira literária aos 24 anos de idade, quando passou a escrever para jornais e revistas. Sua estreia na literatura se deu na coletânea de contos Fantoches. O primeiro romance foi Clarissa.

 

A obra de Érico Veríssimo é dividida em três grupos: romance urbano, romance histórico e romance político. O claro exemplo de romance histórico é O Tempo e o Vento, em que narra a saga de famílias pioneiras do Rio Grande do Sul.

 

Entre seus romances mais famosos estão O Tempo e o Vento, Olhais os Lírios do Campo, Música ao Longe, Clarissa e Incidente em Antares.

 

Seu primeiro romance de sucesso nacional e internacional foi Olhai os Lírios do Campo. Além de traduzido em diversos idiomas, ele foi transformado em novela pela Rede Globo durante os anos 1970.

 

Dividido em três partes – chamados respectivamente de O Continente, O Retrato e o Arquipélago –, o romance O Tempo e o Vento foi um dos mais adaptados para a TV e o cinema.

 

O Tempo e o Vento foi adaptado duas vezes pela Rede Globo, ambas como minissérie. A primeira foi em 1985, com Tarcísio Meira interpretando o capitão Rodrigo; e a segunda, em 2014, com Thiago Lacerda na pele do mesmo personagem.

 

Vale lembrar que O Tempo e o Vento foi transformado em novela pela antiga TV Excelsior, em 1968. Capitão Rodrigo, nesse caso, foi interpretado por Carlos Zara.

 

O romance O Resto é Silêncio foi baseado numa história real sobre o suicídio de uma mulher, testemunhado pelo escritor e seu irmão Ênio, enquanto conversavam numa praça, em Porto Alegre.

 

Érico é pai do também escritor Luís Fernando Veríssimo, autor de obras muito conhecida, entre as quais O Analista de Bagé, Comédia da Vida Privada, As Mentiras que os Homens Contam, Ed Mort e Outras Histórias, A Velhinha de Taubaté e Comédias da Vida Pública.

 

Érico era amigo de autores consagrados como Mário Quintana, Carlos Drummond de Andrade e Manuel Bandeira.

 

A casa da família Veríssimo em Cruz Alta transformou em museu mantido pela Fundação Érico Veríssimo.

 

Fontes: Wikipédia, EBiografias, Toda Materia, Memória Globo.

 

Share: