Belo Horizonte é a capital do estado de Minas Gerais. Com uma população de 2,5 milhões de pessoas em 2015, é a sexta maior capital brasileira em número de habitantes. Mas você sabia que é a cidade com a maior quantidade de bares per/capita do Brasil? Veja a seguir algumas curiosidades surpreendentes sobre Belo Horizonte.

 

Belo Horizonte é a cidade mais populosa de Minas Gerais e a terceira da Região Sudeste, depois de São Paulo e Rio de Janeiro.

 

Os bairros mais populosos da capital mineira são: Sagrada Família, Buritis e Padre Eustáquio.

 

Entre os menos populosos estão Bacurau, Nova América e Lorena, todos com aproximadamente 100 habitantes.

 

A região metropolitana de Belo Horizonte engloba municípios como Brumadinho, Contagem, Betim, Nova Lima, Sabará, Confins, Vespasiano, Santa Luzia, Caeté e Ribeirão das Neves.

 

Belo Horizonte é a quinta melhor capital brasileira por PIB (a primeira é Brasília, a capital federal).

 

Os bairros com o metro quadrado mais caro da cidade são, pela ordem: Funcionários/Savassi, Lourdes, Santo Agostinho e Belvedere. Uma observação: o mais caro do Brasil é Leblon, na cidade do Rio de Janeiro, onde o valor do metro quadrado é o dobro do Funcionários.

 

Um dos mais tradicionais redutos boêmios locais, com uma imensa quantidade de bares e restaurantes, é o bairro de Santa Tereza. Foi lá que surgiu o famoso Clube da Esquina, movimento musical brasileiro formado por Milton Nascimento, Lô Borges, Beto Guedes, Wagner Tiso e Fernando Brant.

 

Belo Horizonte possui a maior concentração de bares per capita do Brasil. Não é sem motivo, portanto, que é chamada de Capital Nacional do Boteco. Foi lá que começou o concurso Comida di Buteco, que escolhe as melhores comidinhas do gênero de todo o país.

 

Entre os melhores botecos da cidade estão o Já Tô Inno, o Bar da Adriana, Bar do Dedinho, Bar da Leila e Café Bahia.

 

O local mais conhecido da cidade é a Praça da Liberdade. Ela é endereço de centros culturais importantes como a Casa FIAT de Cultura, o Museu das Minas e do Metal, o Centro Cultural Banco do Brasil, o Memorial Minas Gerais, o Museu Mineiro, o Centro de Arte Popular CEMIG e o Palácio do Governo. Vale a pena visitá-la, ainda que seja apenas para admirar as suas palmeiras.

 

A Lagoa da Pampulha, uma das principais atrações turísticas da capital mineira, surgiu na década de 1940. O seu principal atrativo é o conjunto arquitetônico de Oscar Niemeyer (que idealizou a arquitetura do museu de arte, igreja etc) e Burle Marx (que foi o responsável pelos jardins).

 

O Aquário da Bacia do Rio São Francisco, é o maior aquário de água doce do Brasil, com aproximadamente 1.200 peixes de 50 espécies diferentes. Fica na região da Pampulha.

 

Outra atração da Pampulha é o Estádio Governador Magalhães Pinto, mais conhecido como Mineirão. Com capacidade para 62 mil pessoas, ele já abrigou jogos da Copa Libertadores da América, Copa das Confederações e Copa do Mundo (infelizmente, ficou marcado como o estádio do 7 a 1).

 

O Parque das Mangabeiras é a maior área verde da capital mineira. Localizado na Serra do Curral, ele possui cachoeiras, fontes, pista de skate, jardins (com projeto de Burle Marx), área para shows e uma belíssima vista da cidade.

 

Um dos pontos mais procurados pela população local e pelos turistas que visitam a capital mineira é a Praça do Papa, no Parque das Mangabeiras. Ela recebeu esse nome por que foi lá que, durante sua passagem por Minas, o papa João Paulo II descortinou a vista da cidade.

 

Fundada no início do século XX, Belo Horizonte é ao lado de Goiânia, Brasília e Palmas, uma das capitais mais jovens do país.

 

Belo Horizonte é juntamente com Goiânia, Campinas e Curitiba, uma das cidades mais arborizadas do Brasil.

 

São João Del Rey, Diamantina, Ouro Preto e Mariana, quatro das principais cidades históricas de Minas Gerais ficam perto Belo Horizonte. A menos de 100 quilômetros de lá, o conjunto arquitetônico e histórico de Ouro Preto é um lugar ideal para fazer um bate e volta de final de semana.

 

Outra grande atração do estado é Brumadinho, na região metropolitana. É lá que fica o Centro de Artes Contemporâneas Inhotim, o maior centro de artes ao ar livre da América Latina. Além do acervo artístico, os visitantes podem apreciar o seu magnífico jardim botânico.

 

Imagem acima: Igreja de São Francisco/Lago da Pampulha

 

Fontes: Wikipédia, Exame, InfoMoney. Guia Mais.

Share: