Considerado um dos melhores governantes do Império Romano, Marco Aurélio também entrou para a história em virtude da sua veia filosófica. Foi um imperador-filósofo retrata até em filmes de Hollywood. Veja nas linhas abaixo algumas curiosidades sobre a sua vida e seus pensamentos.

 

O imperador e filósofo Marco Aurélio nasceu em Roma no ano 121 e morreu em Vindobona, em 180, aos 58 anos de idade.

 

Marco Aurélio era sobrinho do imperador Antônio Pio, que o escolheu para sucedê-lo em 25 de fevereiro do ano 138. O detalhe é que ele foi designado juntamente com Lúcio Vero. Ambos governaram juntos até a morte deste último.

 

Marco Aurélio seguia uma escola filosófica chamada estoicismo, fundada na Grécia por Zenão de Cítio no século III antes de Cristo. O estoicismo pregava que a ética e as questões morais eram mais importantes do que a mera teoria. Pregava ainda o “bem viver” e alegava que as adversidades deviam ser suportadas com serenidade.

 

Marco Aurélio é conhecido como um dos “cinco bons imperadores”, um termo cunhado pelo filósofo italiano Nicolau Maquiavel, sendo os demais Nerva, Trajano, Adriano e Antonio Pio.

 

O final da era dos “cinco bons imperadores” ocorreu com a ascensão de Cômodo, filho de Marco Aurélio e Faustina, a Jovem, ao poder. Cômodo é frequentemente citado como um dos piores imperadores do Império Romano.

 

O governo de Marco Aurélio durou duas décadas e foi marcado por guerras sangrentas e intermináveis, como a guerra contra os partas na fronteira oriental, e contra os germanos, no norte. Parte dos conflitos foram resolvidos com o auxílio de Lúcio Vero no Oriente, que permaneceu leal a Marco Aurélio até a sua morte.

 

Durante os 30 anos de casamento com Faustina, a Velha, Marco Aurélio teve 13 filhos.

 

Marco Aurélio faleceu durante a campanha contra um tribo germana na região hoje conhecida como Áustria. Suas cinzas foram levadas para Roma e depositadas no mausoléu de Adriano.

 

Sempre que podia, aproveitava para escrever seus pensamentos. Essa série de escritos pessoas deu origem a um livro vendido até hoje: “Meditações”.

 

No filme Gladiador, lançado em 2.000 por Ridley Scott, o imperador é morto por seu filho Cômodo, o que não corresponde à realidade. Marco Aurélio teria morrido vítima de peste, contraída durante campanha contra os germanos.

 

 

Frases e pensamentos de autoria de Marco Aurélio:

 

“O cavalo que faz a corrida, a abelha que faz o mel e o homem que faz o bem, não fazem alarde disso, mas passam a fazer outras ações do mesmo gênero”.

 

“A maior parte das coisas que dizemos e fazemos não é necessária; quem as eliminar da própria vida será mais tranquilo e sereno.”

 

“Não desprezes a morte; dá-lhe boa acolhida, como a uma das coisas que a natureza quer.”

 

“Mais penosas são as consequências da ira do que as suas causas”.

 

“A arte de viver é mais parecida com a luta do que com a dança, na medida em que está pronta para enfrentar tanto o inesperado como o imprevisto e não está preparada para cair.”

 

“Se tens dificuldade em cumprir um intento, não penses logo que seja impossível para o homem; pensa quanto é possível e natural para ele, e que também pode ser alcançado por ti.”

 

Fontes: Wikipédia, UOL Educação, Superinteressante, Citador.com.

 

Share: