Confira nos tópicos adiante algumas curiosidades sobre a Hungria e sua capital, a cidade de Budapeste. Localizada no leste europeu, a Hungria fez parte do imenso Império Austro-Húngaro, além de que foi importante aliada da antiga União Soviética.

 

A população da Hungria é estimada em 10 milhões de habitantes (dados de 2018). Isso representa menos do que a população da cidade de São Paulo, com 12 milhões de pessoas.

 

O povo fala o húngaro, uma língua diferente da maioria das línguas europeias (diga-se, as línguas da família indo-europeia, como o inglês, o alemão e o francês).

 

Os húngaros são também chamados de magiares.

 

Os mais importantes rios húngaros são o Tisza e o Danúbio. O Danúbio é o segundo rio mais longo da Europa, atrás apenas do Volga.

 

A maior cidade do país é Budapeste, com 1,6 milhões de habitantes. Outras cidades populosas: Debrecem, Miskolc e Zseged. A Grande Budapeste (capital e cidades vizinhas) possui mais de 3,2 milhões de habitantes.

 

Budapeste é uma das cidades com melhor qualidade de vida da Europa. É também considerada uma das cidades mais bonitas do mundo.

 

Budapeste surgiu em 1873 com a fusão das cidade de Buda (na margem direita do rio Danúbio) e Peste (na margem esquerda).

 

A maior sinagoga da Europa fica em Budapeste. Detalhe: atualmente, apenas 0,1% da população húngara é judia. Grande parte dos judeus do país foi exterminada durante o regime nazista, que dominou a região na época da Segunda Guerra Mundial.

 

Os banhos termais são uma atração à parte em Budapeste. Existem dezenas de piscinas térmicas e spas na cidade. No inverno, os húngaros frequentam as piscinas cobertas e aquecidas, com temperaturas de até 36º Celsius.

 

O cubo mágico foi inventado por um húngaro chamado Erno Rubik (é por isso que ele é também chamado de cubo de rubik ou apenas rubik).

 

Os húngaros tem o hábito de escrever o nome antes do sobrenome. Erno Rubik é escrito como Rubik Erno.

 

O prato mais conhecido da culinária húngara é o goulash, um ensopado com carne em cubos, sal e ervas finas.

 

A bandeira húngara é tricolor horizontal, com as cores vermelho, branco e verde. O vermelho simboliza a força, o branco representa a fidelidade e o verde a esperança.

 

A Hungria foi parte de um imenso império chamado Império Austro-Húngaro, dissolvido no final da Primeira Guerra Mundial, em 1918. O império era também integrado pela Áustria (como o próprio nome indica), Croácia, Eslovênia, República Tcheca, Eslováquia, Bósnia-Herzegovina e algumas regiões das atuais Sérvia, Itália, Romênia, Polônia e Ucrânia.

 

Share: