Um dos mais ricos e mais influentes emirados do país que chamamos de Emirados Árabes Unidos é Abu Dhabi. Sua capital tornou-se nas últimas duas décadas uma das cidades mais atraentes da Península Arábica. Não sem motivos. O governo vêm investindo maciçamente em negócios e turismo. Veja algumas curiosidades sobre Abu Dhabi.

 

Os Emirados Árabes Unidos são um país formado por uma confederação de monarquias soberanas (emirados são governados por sheiks, o equivalente a príncipes). Localiza-se no Golfo Pérsico, na fronteira com Omã e Arábia Saudita.

 

Os Emirados Árabes são formados pelos seguintes emirados: Fujeira, Ras al-Khaimah, Umm al-Quwain, Ajimã, Sharja, Dubai e Abu Dhabi.

 

O maior emirado é Abu Dhabi, com uma área de 67.340 quilômetros quadrados. Ele é também o segundo mais populoso, com uma população de 1,6 milhão de habitante (o mais populoso é Dubai).

 

Abu Dhabi é também a capital dos Emirados Árabes Unidos (com o detalhe de que a cidade de Abu Dhabi é capital do emirado de mesmo nome).

 

A geografia de Abu Dhabi é praticamente plana, com altitude de 14 metros. A cidade de mesmo nome localiza-se numa ilha unida ao continente por diversas pontes, algumas muito modernas.

 

Sozinho, Abu Dhabi detém 9% do petróleo e 5% do gás natural de todo o planeta. Mesmo assim, o governo tem a intenção de diminuir a dependência do petróleo e gerar mais riqueza com investimentos no setor imobiliário, de negócios e turismo.

 

Acredite se quiser, mas 80% da população do emirado é estrangeira. São em grande parte trabalhadores da construção civil oriundos de países como Paquistão, Índia, Bangladesh, Etiópia e Somália, entre outros. Em virtude disso, é possível ouvir em suas ruas línguas que vão além do árabe.

 

Por localizar-se numa região desértica, Abu Dhabi e emirados vizinhos possuem temperaturas altas, principalmente entre os meses de junho e setembro, quando os termômetros costumam marcar em torno de 40º Celsius.

 

Em virtude das altas temperaturas, é comum encontrar em emirados como Dubai e Abu Dhabi pontos de ônibus climatizados com ar-condicionado.

 

Tanto Abu Dhabi quanto os emirados vizinhos são bastante conservadores do ponto de vista ocidental. Casais não podem andar de mãos dadas e nem se beijar em público (nem mesmo um selinho!). Não é permitido mostrar os ombros e joelhos, e isso vale tanto para mulheres quanto para homens.

 

Outra curiosidade interessante são os “prayers rooms” (lugares de oração, em português), encontrados em shoppings, estádios, prédios públicos e outros locais. São salas de oração onde os muçulmanos em trânsito podem realizar suas preces diárias voltados para Meca.

 

Uma das principais atrações de Abu Dhabi é a mesquita Sheik Zayed Bin Sultan Al Nahyan. Considerada a oitava maior mesquita do mundo, ela possui mosaicos em mármore e detalhes em ouro. Mas o que chama mesmo a atenção são os minaretes e cúpulas em branco, cuja beleza salta aos olhos. Detalhe: são 82 cúpulas.

 

Abu Dhabi possui o único parque temático sobre a Ferrari do mundo. Inaugurado em 2010, o parque Ferrari World Abu Dhabi é coberto e possui mais de 20 brinquedos, inclusive uma montanha-russa super radical.

 

Abu Dhabi é também o único lugar a possuir uma filial do famoso Museu do Louvre. Ele faz parte de um ambicioso projeto cultural que prevê ainda a construção de uma unidade do famoso Museu Guggenheim.

 

Esqueça a Torre de Pisa. O prédio mais inclinado do mundo é o Capital Gate Tower, uma construção com 160 metros de altura e 35 andares. Ele possui inclinação de 180º, ou seja, quatro vezes mais do que a Torre de Pisa.

 

Um dos eventos mais curiosos desse pequeno emirado é o concurso de beleza de camelos, onde um júri analisa desde a corcova até os lábios dos animais para escolher o melhor. Paralelo a ele, ocorre um leilão de camelos, onde um animal premiado pode valer mais de 3 milhões de dólares.

 

Imagem acima: bandeira de Abu Dhabi.

 

Fontes: Wikipédia, G1, Viaje Mais, National Geographic Brasil.

Share: