A República do Congo, também conhecida como Congo-Brazaville, é um país localizado na África ocidental. Faz fronteira com Gabão, Camarões, República Centro Africana e República Democrática do Congo. Possui um território pequeno em comparação com a maioria dos estados brasileiros. Veja nas linhas a seguir algumas curiosidades a seu respeito.

 

O Congo é um país jovem, cuja independência da França só foi conquistada em 1960.

 

Para não confundir com a vizinha República Democrática do Congo (ou Congo-Kinshasa), muitos chamam o Congo de Congo-Brazaville.

 

Ao contrário da República Democrática do Congo, que possui em torno de 85 milhões de habitantes, o Congo-Brazaville tem somente 3,8 milhões.

 

A capital e cidade mais populosa do país é Brazaville, com 1,3 milhão de habitantes.

 

Brazaville localiza-se na fronteira com a vizinha República Democrática do Congo.

 

Tanto o Congo-Brazaville quanto a República Democrática do Congo receberam esse nome graças ao rio Congo, também conhecido como rio Zaire.

 

Apesar do francês ser a língua oficial, falam-se muitas línguas no Congo, entre as quais o kikongo (que também é falada em grande parte de Angola e da República Democrática do Congo), uma língua do grupo banto.

 

O Congo foi durante muito tempo um partido de vertente marxista-leninista (de 1960 a 1989), adotando a economia de mercado e multipartidarismo somente no final dos anos 80.

 

O Congo é um país de clima equatorial no norte – onde predomina as chuvas e o calor abafado – e tropical no sul.

 

A maior parte do território congolês é coberto por florestas equatoriais, principalmente ao norte. A chamada Floresta do Congo abrange territórios de outros país, entre os quais a RDC, Ruanda, Gabão e Guiné Equatorial.

 

O Parque Nacional Nouabalé-Ndoki é uma região quase intocada, com uma grande variedade de grandes mamíferos, entre os quais o gorila, o chimpanzé, o bonobo e o elefante das florestas.

 

Existem milhares de pigmeus vivendo no país, a maior parte nessas florestas do norte.

 

Embora o petróleo seja uma das principais fontes de exportação do país, a maior parte da população vive da agricultura e da pecuária.

 

O Congo sofre com diversos problemas socioeconômicos, entre os quais o analfabetismo, que atinge 1/5 da população. Consta que o IDH é de 0,489, um dos mais baixos do mundo.

 

A maior parte da população segue o cristianismo, principalmente o catolicismo romano.

 

Um dos pratos mais consumidos pelos congoleses é o saka saka, preparado com carne, peixe defumado, manteiga de amendoim, óleo de palma e folhas de mandioca.

 

Fontes: Wikipédia, Mundo Educação, NetSaber, Do Something.

 

Share: