A região metropolitana de Tóquio é a mais densamente povoada do mundo, com 37 milhões de habitantes. As cidades da Grande Tóquio com maior número de habitantes são: Tóquio (8,5 milhões de habitantes), Yokohama (3,5 milhões), Kawasaki (1,3 milhão), Saitama (1,1 milhão), Chiba (930 mil), Sagamihara (705 mil), Funabachi (580 mil) e Kawagushi (448 mil).

 

Com uma população de apenas 300 mil habitantes, o centro financeiro de Tóquio recebe ao longo do dia 2,5 milhões de pessoas.

 

São 14 mil pessoas por quilômetro quadrado vivendo na capital japonesa, o dobro da densidade populacional de São Paulo.

 

Tóquio só recebeu esse nome em 1868. Até então, era chamada de Edo.

 

Não existe o andar térreo em Tóquio (e menos no Japão!). Os edifícios começam sempre pelo primeiro andar.

 

Acredite se quiser, mas as ruas de Tóquio – e todas as demais cidades japonesas – não tem nome, e casas e edifícios não possuem número.

 

Tóquio é uma das metrópoles com os menores índices de criminalidade do mundo.

 

O metrô de Tóquio é o terceiro mais extenso do planeta, ficando atrás somente dos de Londres e Nova York.

 

Por falar em metrô, a lotação é tamanha que existem funcionários com a função de empurrar as pessoas para dentro dos vagões (só assim para garantir o fechamento das portas). São os chamados oshyias.

 

Entre as cidades irmãs de Tóquio estão as não menos importantes: Berlim (Alemanha), Moscou (Rússia), Nova York (Estados Unidos), Seul (Coreia do Sul) e Pequim (China).

 

Tóquio é uma das cidades com maior número de bares e restaurantes do mundo. Enquanto São Paulo possuiu algo em torno de 27 mil bares e restaurantes, Tóquio possui mais de 150 mil.

 

Veja mais essa: a cidade com maior número de restaurantes agraciados com estrelas do exigente guia Michelin de restaurantes de luxo é Tóquio – o dobro de Paris.

 

Os habitantes de Tóquio adoram futebol e curtem muito o beisebol, mas seus esportes prediletos ainda são os tradicionais judô e sumô.

 

Tóquio é um dos principais centros de moda do mundo. O que se veste lá (e em capitais importantes como Seul, Paris, Londres e Nova York) acabará cedo ou tarde virando moda em outros cantos. O problema é que tudo está em moda! É difícil definir um estilo, um tecido, uma cor, e muito menos uma tendência. Ainda mais porque os jovens japoneses usam o guarda-roupa como uma forma de identidade pessoal. Eles não se vestem para parecerem iguais, mas para serem diferentes. Mas…

 

Seus habitantes adoram um luxo. Quase todas as grandes grifes de luxo do mundo (Calvin Klein, Giorgio Armani, Tiffany’s, Bulgari, Louis Vuitton etc) possuem filiais na capital japonesa. Não se tratam de lojas simples, mas de gigantescos e suntuosos complexos comerciais.

 

Foi recentemente inaugurada em Tóquio uma loja especializadas em Kit Kat, um dos chocolates preferidos dos japoneses. Ela oferece Kit Kat no mais variados sabores.

 

É possível subir o Monte Fuji à pé partindo de Tóquio.

 

Existe em Tóquio uma torre de rádio e TV idêntica a Torre Eiffel, de Paris. Aliás, a chamada Torre de Tóquio é 13 metros mais alta que a torre parisiense. Mais um detalhe: em seu interior, funciona um museu temático do Guiness – o Livro dos Recordes.

 

Já que falamos em museu, você sabia que existe em Tóquio um museu totalmente dedicado ao ex-Beatle John Lennon?

 

E já que também falamos de torre, foi inaugurada em Tóquio em janeiro de 2012 a maior torre de TV do mundo: a Tokyo Sky Tree. Com 634 metros de altura, a Tokyo Sky Tree é uma da mais admiráveis obras de engenharia do planeta.

 

O gigantesco sistema de galerias fluviais da capital japonesa serve para escoar a água da chuva. Com isso, Tóquio dificilmente é obrigada a encarar os transtornos causados pelas enchentes. Detalhe: a cidade costuma ser atingida por ciclones.

 

Tóquio é, segundo alguns institutos de pesquisa, a cidade mais cara do mundo. O custo de vida por lá é altíssimo.

 

De um modo geral, os japoneses – incluindo os habitantes de Tóquio – não são chegados no número 4. Talvez porque a pronúncia da palavra quatro em japonês (shi) é idêntica a de morte (shi). Prédios de repartições públicas, hospitais e outros edifícios não possuem o 4º andar.

 

O maior mercado de peixes do mundo é o de Tsukiji, em Tóquio. Lá, são comercializados mais de 400 tipos de peixes, de diversas partes do planeta. Os leilões de atum são tão famosos que costumam atrair turistas estrangeiros.

 

Pesquisa feita com jornalistas estrangeiros, blogueiros, viajantes etc elegeu Tóquio como a cidade mais amada do mundo.

 

Share: