A Ucrânia é o segundo maior país em área territorial da Europa, atrás apenas da Rússia. Ela fez parte da União Soviética até o final dos anos 1980, com a desintegração desse antigo país. Conheça detalhes sobre a história, composição étnica e cultura da Ucrânia nas linhas seguintes.

 

A Ucrânia é o sexto país mais populoso do continente europeu depois de Rússia, Alemanha, Reino Unido, França e Itália.

 

A maior parte da população é de etnia ucraniana (78%). O segundo maior grupo populacional é o russo (17%). Existem ainda minorias formadas por grupos étnicos como o romeno, o bielorrusso, o tártaro, o polonês, o búlgaro, o húngaro, o armênio e o grego.

 

Um detalhe bastante curioso sobre a população: a Ucrânia possui mais mulheres do que homens. São aproximadamente 54% de mulheres e 46% de homens.

 

A população da Ucrânia está aos poucos diminuindo. Só para efeito de comparação, a população urbana era de 34 milhões de pessoas em 1990 e em 2010, de 31 milhões.

 

A língua mais falada é o ucraniano, uma língua de origem eslava e do grupo indo-europeu. As línguas eslavas são faladas no leste da Europa, em países como Rússia, Polônia, República Tcheca, Bulgária e Croácia. O alfabeto usado no país é o cirílico ucraniano.

 

Devido à fertilidade de suas terras, a Ucrânia é por muitos chamada de celeiro da Europa. Não sem motivos, o país é o terceiro maior exportador de grãos do mundo.

 

A moeda do país se chama grívnia.

 

A Ucrânia possui o segundo maior exército da Europa, ficando atrás apenas da poderosa Rússia.

 

O país é dividido em 24 províncias (chamadas de oblasts). As mais populosas são Donetsk, Dnipropetrovsk, Lviv e Odessa.

 

Recentemente anexada pela Rússia, a Crimeia era uma região autônoma de maioria étnica russa (quase 60% da população) situada entre o Mar de Azov e o Mar Negro. A capital é Sinferopol e a cidade mais populosa, Sebastopol.

 

As cidades ucranianas mais populosas são, pela ordem: Kiev, Donetsk, Odessa e Dnipropt.

 

A Ucrânia fez parte da União Soviética até 1991, época do colapso da antiga federação comunista. Com a independência, o país perdeu grande parte do seu PIB.

 

O clima é temperado, com invernos frios no interior e amenos no litoral – principalmente nas regiões próximas ao Mar Negro.

 

A Ucrânia depende em grande parte do gás natural russo, que é fornecido ao país com um desconto de 30%.

 

Uma das maiores tragédias da história da Ucrânia foi o acidente nuclear da usina de Chernobyl, ocorrida em 1986. O acidente gerou uma nuvem radioativa que atingiu diversos países da Europa, principalmente a vizinha Bielorrússia. A contaminação era quase 400 vezes maior do que a da bomba atômica de Hiroshima.

 

O acidente nuclear de Chernobyl obrigou as autoridades da época (lembrando que a Ucrânia era uma das unidades da União Soviética) a evacuar completamente a cidade de Pripyat, a poucos quilômetros da usina. Pripyat é hoje uma cidade fantasma, onde jornalistas, pesquisadores e curiosos só podem entrar com autorização.

 

Ucrânia e Polônia sediaram juntas a Eurocopa, um dos mais importantes torneios de futebol do continente, em 2012.

 

Os principais times de futebol do país são o Dínamo (chamado de Dínamo de Kiev), o Shaktar Donetsk, o Metalist e o Dnipro.

 

O Shaktar Donetsk é atualmente um dos times do leste da Europa com maior número de jogadores brasileiros. Em 2 011, o time tinha 10 jogadores nascidos no Brasil.

 

Kiev foi praticamente arrasada durante a ocupação pela Alemanha nazista, entre 1941 e 1943. Com a derrota dos nazistas, a cidade teve quase que ser reerguida do zero.

 

A maior parte dos ucranianos segue a Igreja Ortodoxa Oriental, de matriz cristã.

 

De 2 a 3 milhões de ucranianos trabalham e residem em outros países, especialmente da União Europeia. Existem consideráveis contingentes de ucranianos até em países como Portugal e Espanha.

 

Milhares de descendentes de ucranianos vivem no Brasil, principalmente no estado do Paraná. A cidade com maior porcentagem de descendentes é a paranaense Prudentópolis.

 

As cores amarelo e azul da bandeira ucraniana simbolizam o trigo das estepes e o azul celeste.

 

Share: