Muhammad Ali foi o mais famoso lutador de boxe da atualidade, além de um dos maiores vencedores por nocaute. Marcou a história dos esportes com seus feitos impressionantes e sua personalidade carismática. Descubra algumas curiosidades sobre sua carreira nas linhas a seguir.

 

O boxeador Muhammad Ali nasceu na cidade norte-americana de Louisville, estado de Kentucky, em 1942. Localizada na fronteira com Indiana, Louisville é a cidade mais populosa de Kentucky.

 

Seu nome original era Cassius Marcellus Clay Jr., ou Cassius Clay. Adotou Muhammad Ali-Haj depois que se converteu ao islamismo.

 

Muhammad Ali foi um grande admirador do líder negro Malcolm X, assassinado em fevereiro de 1965. Durante um certo tempo, defendeu causas como a separação racial entre brancos e negros.

 

Recusou-se a participar dos Jogos Olímpicos de Roma, em 1960, por medo de viajar de avião. Convencido a fazer a viagem, embarcou usando um pára-quedas.

 

Conquistou o título de campeão mundial pela primeira vez em 1964, numa luta contra o bi-campeão Sonny Liston.

 

Foi durante a pesagem antes da luta contra Sonny Liston que Ali proferiu uma das suas mais conhecidas frases: “Voe como uma borboleta, ferroe como uma abelha”. O detalhe: essa frase ainda estampa milhares de camisetas ao redor do mundo.

 

Por ser recusar a servir o exército norte-americano na Guerra do Vietnã, foi suspenso do boxe por três anos e meio. Teve o passaporte confiscado e foi obrigado a pagar fiança. Condenado a cinco anos e meio de prisão, recorreu à Suprema Corte e acabou vencendo a causa.

 

Em sua luta contra o racismo, uniu-se a líderes negros como Martin Luther King, Malcolm X e Nelson Mandela.

 

Chegava a ganhar quantias milionárias – pelo menos para aquela época – por cada luta. Em 1974, ganhou US$ 2,6 milhões para lutar contra Joe Frazier e US$ 5 milhões contra George Foreman.

 

Ao todo, Ali participou de 61 lutas, das quais venceu 57. Detalhe: 37 foram vencidas por nocaute.

 

Ali foi condecorado com a Medalha Presidencial da Liberdade, a maior honra civil do país, pelo presidente dos Estados Unidos. Também foi nomeado Mensageiro da Paz pela ONU e eleito personalidade esportiva do século pela BBC.

 

Em 2001, foi interpretado por Will Smith no filme autobiográfico Ali.

 

A DC Comics, uma das principais editoras do setor de quadrinhos dos Estados Unidos, lançou em 1978 uma história em que Super-homem enfrentava ninguém menos que o próprio Muhammad Ali. A luta ocorreu num local onde os poderes do Super-homem não funcionassem e quem vencesse salvaria a Terra de uma ameaça alienígena.

 

Muhammad Ali morreu em junho de 2016 em virtude de um choque séptico. Também conhecido como septicemia, o choque séptico é uma infecção generalizada que ocorre quando os vírus, as bactérias ou os fungos de uma infecção local chegam à corrente sanguínea, espalhando por todo o corpo, provocando sintomas de choque. Costuma ser fatal.

 

Ali teve nove filhos, de quatro casamentos. O único a seguir a carreira do pai foi Laila Ali, que se tornou boxeadora. Laila venceu todas as 24 lutas que disputou durante a carreira, 21 delas por nocaute.

 

Fontes: Wikipédia, Guia dos Curiosos, GloboEsporte.com, BBC Brasil.

 

Share: