O nome completo do compositor, instrumentista e cantor Luiz Gonzaga era Luiz Gonzaga do Nascimento. Ele se tornou conhecido em virtude de músicas como Asa Branca, que também ajudou a popularizar os ritmos nordestinos em todo o país. Percorra os tópicos a seguir e descubra alguns detalhes sobre a vida e a carreira desse músico que para sempre será lembrado como rei do baião.

 

Luiz Gonzaga nasceu na cidade pernambucana de Exu, em 1912, e faleceu, em Recife, também em Pernambuco, em 1989.

 

Dizem que chamava-se Luiz por ter nascido em 13 de dezembro, dia de Santa Luzia, e que o Gonzaga, foi escolhido pelo vigário que o batizou.

 

Filho de sanfoneiro, o pequeno Luiz acompanhava o pai tocando zabumba em festas religiosas, feiras e bailes.

 

Em virtude de uma desilusão amorosa (marcada pela forte oposição tanto dos pais da moça quanto dos seus próprios pais), ingressou voluntariamente no Exército e passou quase uma década sem dar notícias para a família. Nesse tempo, morou em Fortaleza, Belo Horizonte, Juiz de Fora, Ouro Fino e Rio de Janeiro.

 

No Rio de Janeiro, se apresentou como sanfoneiro em festas, bares e programas de calouros. Chegou a tocar na rua para ganhar alguns trocados. Foi num desses programas de calouros, o Calouros em Desfile, apresentado por Ary Barroso, que seu talento foi finalmente reconhecido.

 

Com o talento valorizado, Gonzaga passou a gravar como instrumentista para diversos cantores. O primeiro disco solo saiu em março de 1941. Começou a usar a indumentária de vaqueiro em 1943.

 

A primeira cidade fora do Rio de Janeiro onde se apresentou foi Curitiba, numa antiga casa chamada Cassino do Ahú. Luiz Gonzaga se apresentou durante 45 dias no local.

 

Luiz Gonzaga só gravou o seu primeiro disco como cantor em 1945. Sua primeira música também como cantor foi Dança Mariquinha, composta em parceria com Miguel Lima.

 

Em 1947, casou-se com sua secretaria, Helena Cavalcanti. Dois anos depois, Gonzaga descobriu através de um exame que era estéril e o casal adotou uma menina recém-nascida, a quem batizaram de Rosa Cavalcanti Gonzaga do Nascimento.

 

“Baião”, uma de suas músicas, não apenas fez sucesso entre o público, como deu origem a um novo gênero musical.

 

Em 1945, assumiu a paternidade de Luiz Gonzaga do Nascimento Júnior, o Gonzaguinha, filho da cantora e dançarina Odaléia.

 

Luiz Gonzaga sofreu de osteoporose nos últimos ano de vida. Morreu vítima de uma parada cardiorrespiratória e foi sepultado em Exu, sua cidade natal.

 

O disco mais vendido da carreira de Gonzagão, como ele era chamado, foi “Volta pra Curtir”, de 1972, gravado ao vivo no Rio de Janeiro.

 

O maior sucesso de sua carreira foi a música Asa Branca, de 1947.

 

A relação com o filho Gonzaguinha foi relatada no filme Gonzaga, de Pai Para Filho, de Breno Silveira, lançado em 2012.

 

Fontes: Wikipédia, UOL, IG, G1.

 

Share: