Você sabia que Vênus é mais quente do que Mercúrio, apesar deste último ficar mais perto do Sol? Sabia que a mancha vermelha de Júpiter é uma tempestade que dura séculos? Percorra as próximas linhas e descubra algumas curiosidades sobre o Sistema Solar e seus planetas.

 

O Sol contém 750 vezes a massa de todo o Sistema Solar e é 330 mil vezes maior do que a Terra. Ele está a cerca de 149,6 milhões de quilômetros do nosso planeta.

 

Mercúrio é o planeta mais próximo do Sol. Durante o dia, sua temperatura média ultrapassa os 400º Celsius e durante a noite chega a -180º Celsius.

 

Um ano em Mercúrio equivale a 88 dias terrestres. Em Vênus, o ano dura 224 dias terrestres. Em Marte, sua duração é de 687 dias. Em Júpiter, 11 anos. Em Saturno, 29,46 anos. Urano, 84 anos e em Netuno, 164,9 anos.

 

A superfície de Vênus é mais quente que a de Mercúrio, apesar de este estar mais próximo do Sol. No lado iluminado, as temperaturas podem chegar a tórridos 500º Celsius.

 

Existem mais de 1 milhão de vulcões em Vênus. Eles lançam todos os dias milhões de toneladas de gases tóxicos na atmosfera do planeta.

 

Popularmente chamado de Estrela D’Alva, Vênus é o terceiro objeto mais brilhante no céu depois do Sol e da Lua. Isso por que ele reflete 2/3 da luz que recebe do Sol.

 

O maior vulcão do Sistema Solar chama-se Olympus Mons e situa-se em Marte. Tem 600 quilômetros de largura e é três vezes mais alto que o Monte Everest.

 

Às vezes, Marte é atingido por tempestades de areia que, além de durarem meses, podem cobrir o planeta inteiro.

 

Marte pode ter tido mais água do que o nosso oceano Ártico. Era água suficiente para cobrir 20% do planeta vermelho. Os cientistas acreditam esse oceano se condensou e desapareceu quase por completo. Resta apenas 13% dele na forma de gelo.

 

Em Saturno, os ventos são 10 vezes mais fortes do que um furacão na Terra. A sua velocidade pode chegar a incríveis 1.770 quilômetros por hora.

 

Os anéis de Saturno foram descobertos por Galileu Galilei, em 1610. Formados por elementos de gelo sujo, os anéis seguem órbitas individuais ao redor do planeta. Muitos desses elementos são do tamanho de um grão de areia; outros, são blocos imensos.

 

Os anéis de Saturno possuem nada menos que 60 mil quilômetros de largura.

 

Saturno é o planeta menos denso do Sistema Solar. Se existisse uma piscina gigante, ele flutuaria com folga nela.

 

Júpiter tem, no total, 66 luas conhecidas. Somente 38 tem nomes e algumas ainda esperam a confirmação de suas órbitas. As luas jupiterianas mais conhecidas são Io, Europa, Ganimedes e Calisto.

 

A famosa mancha vermelha de Júpiter é uma tempestade que já dura 400 anos. Detalhe: ela é três vezes maior do que a Terra.

 

Ao contrário das demais luas do Sistema Solar, que receberam nomes de seres mitológicos e deuses, os satélites de Urano foram batizados com nomes de personagens das peças de William Shakespeare. Entre esses nomes estão Miranda, Cordélia, Ofélia, Desdemôna, Titânia e Rosalinda.

 

Netuno foi o primeiro planeta encontrado a partir de uma previsão matemática. Ele foi descoberto em setembro de 1846 pelo astrônomo inglês William Lassell.

 

O lugar mais frio do Sistema Solar é Tritão, umas das luas de Netuno, com temperaturas que pode alcançar gélidos -240º Celsius.

 

Os cientistas descobriram em 2012 um exoplaneta feito quase que totalmente de diamante. Em Netuno, chega a chover diamantes.

 

Plutão foi rebaixado para a categoria de planeta-anão em 2006. Os outros planetas anões conhecidos são Éris e Ceres. Alguns astrônomos, entretanto, mantém a suspeita da existência de dezenas de planetas-anões (alguns até maiores que Plutão!!) nas bordas do Sistema Solar.

 

Share: