Ex-integrante do lendário grupo de rock The Beatles, o músico Paul McCartney possui um exército de fãs no mundo inteiro. Mas você sabia que algumas pessoas acreditam que o verdadeiro Paul morreu e o cara que temos aí é um sósia? Confiram uma lista de curiosidades sobre Paul McCartney nas linhas a seguir.

 

James Paul McCartney nasceu na cidade de Liverpool, Reino Unido, em 1942. Era filho de uma enfermeira (que, por sinal, trabalhou na mesma maternidade onde ele nasceu) e um vendedor de algodão.

 

Paul e Linda Eastman, sua primeira esposa, foram casados durante 29 anos. Eles nunca ficaram longe um do outro por mais de 11 dias. Linda morreu de câncer em 1998.

 

Quatro anos após a morte de Linda, Paul casou-se com a modelo Heather Mills. O casório, no entanto, durou bem menos do que o esperado. Com a separação, Heather levou US$ 48 milhões da fortuna de US$ 1,7 bilhão do ex-Beatle.

 

Um acidente automobilístico envolvendo Paul durante os anos 60 deu muito o que falar. Por coincidência, os Beatles deram uma pequena pausa na época, o que gerou um número infindável de especulações. Muita gente chegou a acreditar que Paul não só havia morrido, como tinha sido substituído por um sósia.

 

Em 1966, todos os integrantes dos Beatles receberam o título de Membros do Império Britânico. Em 1997, Paul recebeu o título de sir pelas mãos da rainha Elizabeth II. O título é uma forma de agraciar cidadãos comuns e membros da nobreza que não possuem funções públicas.

 

Paul toca violão, guitarra, baixo e piano, além de outros instrumentos. Em muitos shows, chega a fazer 20 trocas de instrumentos, chegando a tocar até ukelele e bandolim.

 

I Lost My Girl, a primeira música de McCartney, foi gravada quando ele tinha apenas 14 anos.

 

Paul foi ao lado de Elton John, Rod Stewart, Phil Collins e outros astros da música britânica convidado para tocar no jubileu da rainha Elizabeth II, no Palácio de Buckinghan.

 

Paul McCartney e John Lennon costumavam escrever músicas em colaboração um com o outro, e mesmo as canções que faziam sozinhos eram creditadas à dupla Lennon/McCartney.

 

Ele fez várias parcerias ao longo da carreira. Durante os anos 80 fez sucesso com a música Say Say Say, cantada com Michael Jackson e Ebony & Evory, em parceria com Steve Wonder. Ebony & Evory permaneceu sete semanas em primeiro lugar na parada da revista Bilboard.

 

Composta em 1970, a música Let it Be foi inspirada num sonho que Paul teve com sua mãe. Por sinal, dizem que ela teria surgido da mensagem que sua mãe teria deixado para ele, para se acalmar que tudo daria certo.

 

A canção Hey Jude foi composta quando John Lennon se separou de sua primeira esposa, com quem teve Julian Lennon. Paul queria que ela servisse de motivação para o garoto. Ela, no entanto, só não se chamou Hey Jule porque Paul achou que Hey Jude ficava mais sonoro.

 

Em 1991, Paul escreveu a música Liverpool Oratorio com Carl Davis para comemorar o aniversário de uma orquestra filarmônica: a Liverpool Phillarmonic Society. Além dela, ele fez mais duas ou três músicas, sendo uma peça para piano.

 

A ideia da antológica capa do álbum Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band partiu de McCartney. Por sinal, esse é uma das capas mais imitadas do mundo da música.

 

O primeiro álbum solo do Paul McCartney pós-Beatles foi lançado apenas uma semana depois do fim da banda.

 

Vegetariano radical, Paul chegou a ir ao Parlamento Europeu pedir aos políticos medidas para diminuir a ingestão de carne. Dizem que também ajudou a promover uma espécie de Dia Nacional do Vegetarianismo na Índia.

 

As exigências de Paul para os shows no Brasil incluem, obviamente, nenhum produto de origem animal. Ele gosta de camarins retangulares, sem carpete, telefone para ligações internacionais, conexão à internet e três mesas de oito pés.

 

Paul foi preso durante uma passagem pelo Japão em janeiro de 1980. O motivo: 218 gramas de maconha encontrada em sua bagagem pela inspeção japonesa. O suficiente para o ex-Beatle ser acusado de tráfico. E passar a noite no xilindró uma vez que não há fiança para esse tipo de crime no Japão.

 

Entre os filhos de Paul e Linda está a estilista Stella McCartney, considerada uma das mais talentosas empresárias do ramo da moda britânico. Stella trabalhou como nomes como Christian Lacroix e Tom Ford.

 

Durante sua primeira passagem pelo Brasil, vendeu 194 mil ingressos para sua apresentação no Maracanã. Graças a essa recorde impressionante, Paul foi parar no Guiness Book como o artista que mais vendeu ingressos para um único show.

 

Paul é o músico com maior número de citações no Guiness Book, mais conhecido como Livro dos Recordes. São 22 citações, sendo 16 da época dos Beatles.

 

Fontes: Wikipédia, Guia dos Curiosos, Veja, O Estado de S. Paulo, Rolling Stone Brasil.

 

Share: