Qual o maior lagarto do mundo? É verdade que uma tartaruga pode viver mais de 100 anos? É também verdade que as serpentes são surdas? Descubra nas próximas linhas 30 coisas que você devia aprender, além de algumas curiosidades, sobre os intrigantes répteis.

 

Existem quatro grupos de répteis: Testudinata (tartarugas), Squamata (serpentes e lagartos), Rhynchocephalia (tuatara) e Crocodilia (crocodilos e jacarés).

 

Os primeiros répteis surgiram no Período Carbonífero, há cerca de 340 milhões de anos. Detalhe: evidências colhidas pelos paleontólogos demonstram terem eles evoluído dos anfíbios.

 

Os mamíferos e as aves evoluíram a partir dos répteis.

 

Os répteis são animais de sangue frio. Com uma ou outra exceção, eles dependem do calor para sobreviver.

 

Nos locais de clima temperado, os animais de sangue frio costumam, em sua maioria, hibernar durante o inverno.

 

Na maioria dos répteis, o crescimento dos ossos não cessa na idade adulta. Em outras palavras, eles continuam crescendo mesmo na maturidade.

 

A maioria das espécies de répteis põe ovos. Eles são ovíparos.

 

Ao contrário dos moluscos, cujas espécies ultrapassam a casa das 125 mil, e dos insetos, que chegam a mais de 1 milhão, existem apenas 6 mil espécies de répteis.

 

Existem mais de 3 mil tipos de lagartos no mundo. Exemplos de lagartos: camaleões, lagartixas, iguanas…

 

O maior lagarto do planeta é o dragão-de-Komodo. Endêmico da ilha de Komodo, na Indonésia, eles chegam a atingir 3 metros de comprimento e a pesar mais de 70 quilos.

 

O maior réptil do mundo é o crocodilo de estuários ou crocodilo de águas salgadas. Em geral, eles medem 5 metros, mas há casos de indivíduos com até 8 metros de comprimento. Eles são encontrados na Austrália e no sul da Índia.

 

Qual a diferença entre as serpentes e os demais répteis? Em primeiro lugar, as serpentes tem corpos mais compridos. Em segundo, elas não possuem pernas. Terceiro: os órgãos internos são alongados. E, por último, possuem um extraordinário número de vértebras.

 

Por falar em vértebras, você sabia que algumas serpentes podem ter até 500 vértebras? Só para efeito de comparação, um crocodilo possui apenas 60.

 

São três os grupos de serpentes: primitivas (pítons e boas), serpentes evoluídas (najas, víboras e serpentes marinhas) e cobras-cegas.

 

A pele das serpentes não cresce na mesma proporção do corpo e, por isso, elas são obrigadas a mudar de pele à medida que vão crescendo. Os filhotes podem trocar de pele sete vezes no primeiro ano de vida.

 

O esôfago, estômago, fígado e pulmão das serpentes são normalmente alongados. Só para se ter uma ideia, o esôfago ocupa quase um terço do corpo do animal.

 

As serpentes não possuem ouvidos e são surdas. Mas elas percebem as vibrações através de ossos do crânio ligados ao maxilar inferior.

 

As serpentes matam de 30 mil a 40 mil pessoas por ano em todo o mundo. É assustador, mas é sempre bom lembrar que apenas um décimo delas são letais para os seres humanos.

 

A serpente brasileira mais venenosa é a coral-verdadeira. O curioso é que a maior responsável pelos óbitos em seres humanos no país são as jararacas.

 

Os crocodilos existem há mais de 200 milhões de anos. Eles foram contemporâneos dos dinossauros. Alguns eram tão grandes quanto um ônibus. Aliás…

 

Você sabia que os crocodilos são, ao lado da aves, os parentes mais próximos dos dinossauros?

 

Um dos maiores répteis da África é o crocodilo-do-Nilo, com até 6 metros de comprimento.

 

Acredite se quiser, mas um crocodilo-do-Nilo pode chegar aos 80 anos de idade.

 

Os dentes do crocodilo não servem para mastigar, apenas para cortar a presa.

 

A potência da mordida do crocodilo-do-Nilo pode chegar a 2 toneladas por centímetro quadro. Aliás, os crocodilo-do-Nilo são, assim como os leões, caçadores de grandes mamíferos.

 

Uma curiosidade que não podia passar batida: o crocodilo dificilmente desenvolve infecções. Seu sangue possui um antibiótico natural que faz com que os ferimentos cicatrizem rápido, e sem a presença de bactérias.

 

Existe canibalismo entre crocodilos. Animais maiores podem atacar e se alimentar dos menores.

 

As tartarugas existem há mais tempo do que se imagina. O mais antigo fóssil de tartaruga já encontrado remonta à época dos dinossauros. Sua idade foi estimada em 215 milhões de anos.

 

Tartarugas são animais de vida longa. Dependendo da espécie, elas podem viver mais de 100 anos.

 

A maior tartaruga do mundo é a tartaruga-de-couro. Um único indivíduo pode pesar mais de 700 quilos.

 

Share: