Embora não possua uma obra literária extensa, Guimarães Rosa é ainda nos dias atuais considerado um dos melhores escritores brasileiros do século XX. Grande Sertão – Veredas, o seu livro mais conhecido, foi traduzido para diversos idiomas. Conheça alguns fatos desconhecidos e curiosidades sobre a sua vida.

 

O médico, escritor e diplomata João Guimarães Rosa nasceu na cidade mineira de Cordisburgo, em 1908, e morreu no Rio de Janeiro, em 1967.

 

João foi o primogênito dos seis filhos de Florduardo Pinto Rosa e Francisca Guimarães Rosa, seu “Flor” e dona “Chiquitita”.

 

Gênio precoce, João Guimarães Rosa começou a estudar francês por volta dos 6 anos de idade. Com o passar dos anos, aprendeu também inglês, alemão, espanhol, italiano e esperanto. Detalhe: ele também arranhava o russo, o grego e muitas, muitas, muitas outras línguas.

 

Ainda sobre a genialidade de Guimarães Rosa: ele se matriculou no curso de medicina da Universidade de Minas Gerais com apenas 16 anos.

 

Guimarães Rosa começou a exercer a medicina aos 21 anos. Foi nesse período que se mudou para a localidade de Itaguara, onde começou a ter contato mais profundo com a cultura do sertão, que muito influenciara sua obra.

 

Ainda aos 21 anos, se inscreveu num concurso literário da revista O Cruzeiro com quatro contos. O interessante é que ele estava mais interessado no prêmio do que em qualquer outra coisa. Os quatro contos foram premiados e publicados com ilustrações na revista.

 

Após passar em concurso público para o Itamaraty, começou a exercer a carreira diplomática em Hamburgo, na Alemanha. O curioso é que Guimarães viveu justamente a época de ascensão do nazismo naquela país.

 

Como diplomata, ele e sua esposa protegeram diversos judeus das forças nazistas. Em reconhecimento, o Estado de Israel homenageou ambos com o nome de um bosque localizado nas encostas que dão acesso à cidade de Jerusalém.

 

Os trabalhos mais famosos de Guimarães Rosa são Grande Sertão – Veredas, Sagarana e Corpo de Baile.

 

Grande Sertão – Veredas foi transformado em minissérie pela Rede Globo durante os anos 1980. Dirigido por Walter Avancini, ela contou com os atores Tony Ramos (Riobaldo), Bruna Lombardi (Diadorin) e Tarcísio Meira (Hermógenes).

 

Em 2014, Grande Sertão foi roteirizado para os quadrinhos por Eloar Guazzelli e desenhado por Rodrigo Rosa, ganhando o Troféu HQ Mix de melhor adaptação para os quadrinhos.

 

Guimarães Rosa morreu apenas três dias após tomar posse na Academia Brasileira de Letras.

 

Pouco antes de falecer, Guimarães foi indicado ao prêmio Nobel de literatura.

 

Guimarães Rosa manteve uma cadernetinha no bolso durante um bom tempo. Consta que na época em que exercia a profissão de médico, costumava anotar frases, expressões e ditos populares, material que mais tarde serviria como matéria-prima para seus livros.

 

Fontes: Wikipédia, EBiografias, Editora Globo, Gene de Gênio

 

Share: