Saturno é de longe o planeta mais querido entre os astrônomos, tanto pela sua beleza quanto pelos seus mistérios. Você sabia, por exemplo, que o dia por lá dura somente 10 horas? Veja nas linhas a seguir algumas curiosidades sobre o senhor dos anéis do sistema solar.

 

O planeta Saturno recebeu esse nome em referência ao deus da mitologia romana Saturno, mas já foi chamado de Kronos e Estrela de Ninib.

 

Com uma circunferência equatorial de 378.600 quilômetros, Saturno é o maior planeta do Sistema Solar depois de Júpiter.

 

Saturno orbita o Sol a cerca de 9,5 vezes a distância da Terra ao Sol e, por isso, recebe quase 100 vezes menos luz do que o nosso planeta.

 

Um ano no planeta Saturno equivale a quase 30 anos na Terra. Enquanto um ano na Terra possui 8.760 horas, um ano em Saturno tem 262.800. Quem nasceu no ano terrestre de 1988 teria apenas um ano em Saturno.

 

Como Saturno gira rápido em torno de seu próprio eixo, o dia lá passa rápido: apenas 10 horas. Isso significa que o ano saturniano tem 26 .280 dias.

 

Saturno não é o único planeta do Sistema Solar a possuir anéis. Júpiter, Urano e Netuno também possuem os seus.

 

Os anéis de Saturno são constituídos por sete anéis principais, separados por algumas faixas vazias, com partículas de gelo, poeira e material rochoso com tamanhos variados.

 

Os anéis foram batizados com as letras D, C, B, A, F, G e E (o mais próximo é o D e o mais distante, o E). Eles foram nomeados alfabeticamente pela ordem em que foram descobertos.

 

A teoria mais aceita para o surgimento dos anéis de Saturno supõe que eles seriam restos de uma lua destruída após a colisão com outro corpo celeste.

 

Os anéis de Saturno possuem nada menos que 60 mil quilômetros de largura.

 

Saturno é assolado por tempestades tão colossais que podem ser observadas da Terra. Os ventos podem chegar a 2.000 quilômetros por hora durante essas tempestades.

 

Já foram encontradas evidência de tempestades com raios em quatro planetas do Sistema Solar, e um deles é Saturno.

 

Saturno é o planeta menos denso do Sistema Solar. Se existisse uma piscina gigante, ele flutuaria com folga nela.

 

Saturno envia ao espaço duas vezes mais energia do que recebe do Sol. Isso significa que o planeta está gerando energia em seu interior.

 

Saturno é achatado nos polos. A diferença entre o diâmetro do seu equador e dos seus polos é de 10%.

 

Saturno possui cinco satélites irregulares chamados de Grupo Inuíte. Ele é formado por luas com nomes retirados da língua inuíte (povo do hemisfério norte conhecido como esquimó): Tarqeq, Siarnaq, Paaliaq, Ijiraq e Kiviuq.

 

Mimmas, uma das luas de Saturno, é semelhante a Estrela da Morte, uma nave gigante da série de filmes Star Wars.

 

Suspeita-se que Reia, o segundo maior satélite de Saturno, seja circundado por anéis. Se a suspeita se confirmar, Reia será a única lua do Sistema Solar com anéis.

 

Titã é a segunda maior lua do Sistema Solar, atrás apenas da lua jupiteriana Ganimedes. Ela é 50% maior do que a lua terrestre.

 

Os cientistas comprovaram recentemente a existência de propileno, a matéria-prima do plástico, na atmosfera de Titã, a maior lua de Saturno.

 

Titã é, aliás, a única lua do Sistema Solar com uma atmosfera densa.

 

Encélado possui reservatórios de água abaixo de sua superfície. Isso só foi descoberto depois de se constatar a existência de enormes erupções de água nessa lua – sinal de que seu núcleo deve ser estranhamente quente.

 

Uma equipe de astrônomos norte-americanos e holandeses encontrou um planeta fora do Sistema Solar com um sistema de anéis gigantesco, 200 vezes maior do que o de Saturno. O mais surpreendente é que parte do material desses anéis está se agregando e formando luas.

 

Share: