Além das belíssimas praias, o Rio Grande do Norte é conhecido por sua irresistível culinária. Mas você sabia que é também um dos estados com melhor expectativa de vida do Nordeste? Sabia que o Brasil iniciou seu programa espacial numa base perto de Natal? Confira algumas curiosidades sobre o Rio Grande do Norte.

 

Quem nasce no Rio Grande do Norte é norte riograndense ou potiguar.

 

Potiguar é uma palavra de origem indígena que significa “comedor de camarão”.

 

O litoral do Rio Grande do Norte foi descoberto em 1501. Existe, no entanto, uma tese que defende ter sido essa região visitada por Pedro Álvares Cabral antes da descoberta oficial do Brasil.

 

O primeiro marco de posse portuguesa no Brasil foi fixado no Cabo de São Roque – e município de Maxaranguape –, em 1501. Uma curiosidade interessante: o Cabo de São Roque é o ponto do litoral brasileiro (com exceção de Fernando de Noronha e do Atol das Rocas) mais próximo da África e da Europa.

 

O Rio Grande do Norte é atualmente o estado com melhor IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) e com melhor expectativa de vida do Nordeste.

 

As cidades mais populosas do Rio Grande do Norte são, pela ordem: Natal, Mossoró, Parnamirim, São Gonçalo do Amarante e Macaíba.

 

Natal, a capital do Rio Grande do Norte, recebeu esse nome por que foi fundada no dia de Natal, 25 de dezembro de 1599.

 

Além de ser o maior produtor de sal, o município de Mossoró é o maior produtor em terra de petróleo do país.

 

Mais de 90% do sal consumido no Brasil é produzido no Rio Grande do Norte.

 

O Brasil iniciou o seu programa espacial no Centro de Lançamento de Foguetes da Barreira do Inferno, na cidade de Parnamirim, em 1965.

 

As rochas mais antigas do Brasil são encontradas no município de Serra Caiada (antiga Presidente Juscelino), a 100 quilômetros de Natal. Presume-se que tenham em torno de 3,8 bilhões de anos.

 

Segundo a Nasa – a agência especial dos Estados Unidos –, o local com o ar mais puro do mundo é a Antártida. O segundo lugar é Natal.

 

Com 8.500 metros quadrados de copa, o cajueiro de Pirangi foi reconhecido pelo Guiness Book como o maior cajueiro do mundo. Seu tamanho é o equivalente a 70 cajueiros colocados lado a lado. Sua produção é de 60 mil a 80 mil cajus por safra.

 

Protegido por 13 canhões de bronze e paredes de 14 metros de largura, o Forte dos Reis Magos, em Natal, foi utilizado na luta contra piratas franceses que contrabandeavam produtos da região. Chegou a ser tomado pelos holandeses, mas acabou anos depois voltando para o poder dos portugueses.

 

Localizado em Natal, o Parque das Dunas é um dos três maiores parques urbanos do Brasil. Os outros dois são o Parque da Tijuca, no Rio de Janeiro, e o Parque da Cantareira, em São Paulo. Ele foi eleito um dos cinco melhores parques da América do Sul pelo site TripAdvisor.

 

O estádio Arena das Dunas, palco de 4 jogos da Copa do Mundo de 2014, foi assim batizado em referência às dunas de Natal, conhecidas em todo o mundo. A praia de Genipabu tem dunas que mais lembram um deserto.

 

Os principais times de futebol do estado são o ABC, o América e o Alecrim. O ABC é o time brasileiro com maior número de títulos estaduais. Ao todo, são 52 títulos conquistados (dados de 2014).

 

Uma pesquisa feita no início da década pelo Escritório sobre Drogas e Crime das Nações Unidas revelou que das 30 cidades mais violentas do mundo quase metade estavam no Brasil. A mais violenta era Maceió, com 67 assassinatos para cada grupo de 100 mil pessoas. Natal ficou em 12º lugar. Outra pesquisa, dessa vez revelada em 2018, apontou Natal como a cidade mais violenta.

 

Personalidades nascidas no Rio Grande do Norte: Luís da Câmara Cascudo, Oscar Schimdt (jogador de basquete), Tadeu Schimdt (apresentador de TV) e Ademilde Fonseca (cantora), Gilliard (cantor).

 

Share: