Com 903.357 quilômetros quadrados, o Mato Grosso é o terceiro maior estado brasileiro em extensão. Os dois primeiros são o Pará e o Amazonas. Possui três biomas em seu território, sendo um deles o Pantanal. Veja alguns fatos interessantes e curiosidades sobre o estado nas linhas a seguir.

 

O nome Mato Grosso tem origem na grande extensão de mato espesso e alto localizado nas margens do rio Galera encontrada na região. As primeiras referência a ele datam do século XVII.

 

O Mato Grosso tinha uma população de 3,2 milhões de habitantes em 2014, o que equivalia a 1,6% da população brasileira.

 

A capital e cidade mais populosa do estado é Cuiabá.

 

O Mato Grosso possui 117 municípios. Os mais populosos são, pela ordem: Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Sinop e Tangará da Serra. O menos populoso é Araguainha.

 

De acordo com o Tratado de Tordesilhas, o Mato Grosso devia ser território espanhol. Foram eles que fundaram as primeiras povoações do estado. Os espanhóis, no entanto, acabaram sendo expulsos por bandeirantes oriundos de São Paulo, que fundaram cidades como Cuiabá.

 

Até 1977, os livros de geografia registravam um único e extenso estado chamado Mato Grosso. Com o desmembramento da região sul, surgiu o atual estado do Mato Grosso do Sul, com capital em Campo Grande.

 

Cuiabá é, ao lado de cidades como a tocantinense Palmas, a piauiense Teresina e a rondonense Porto Velho, uma das capitais mais quentes do Brasil. Os termômetros chegaram a registrar 42º Celsius na região durante a primavera de 2015.

 

Escolhida como uma das cidades-sede da Copa do Mundo de 2014, Cuiabá construiu uma moderna arena esportiva chamada Arena Pantanal.

 

O Pantanal era chamado pelos colonizadores europeus de Mar dos Xaraés, em referência às cheias do rio Paraguai e aos índios xaraés. Os xaraés habitaram regiões como a de Cáceres, na divisa do Mato Grosso do Sul e Bolívia.

 

O Pantanal é uma planície extensa, com atitudes não superiores a 100 metros. É a maior planície inundável do planeta. Sua área cobre o leste da Bolívia e do Paraguai, o noroeste do Mato Grosso do Sul e o sul do Mato Grosso. Mais de 60% dela está em território mato-grossense-do-sul.

 

O território mato-grossense é, na verdade, dominado por três biomas: o Pantanal (6,8%), o Cerrado (39,6%) e a Amazônia (56,6%). Quase metade das suas cidades estão no Cerrado, inclusive Cuiabá.

 

O estado é dominado por planaltos e planícies (cerca de 70% de sua área), com altitudes inferiores a 600 metros. Entre os seus principais rios estão o Paraguai, o Xingu, o Araguaia e o Cuiabá.

 

Localizado nos limites do Mato Grosso, Goiás e Tocantins, o rio Araguaia é um dos mais extensos do Brasil. Além da pesca, um dos seus principais atrativos são as praias de água doce.

 

Com 33 mil hectares, o Parque Nacional da Chapada dos Guimarães é uma das principais atrações turísticas do estado. Ele possui paredões, cachoeiras (como a emblemática Véu de Noiva) e cavernas de arenito. Fica a apenas 60 quilômetros de Cuiabá.

 

Localizada na Chapada dos Guimarães, a caverna Aroe Jari (ou Gruta do Francês) é a maior gruta de arenito do Brasil.

 

A economia do Mato Grosso é baseada principalmente na indústria extrativista, na agricultura e na pecuária. O estado é um dos maiores produtores de soja do país.

 

Uma última curiosidade: o nome da cidade de Sinop é a sigla de Sociedade Imobiliária do Noroeste do Paraná, uma empresa que adquiria grandes áreas para transformá-las em fazendas, sítios e núcleos habitacionais.

 

Fontes: Wikipédia, Enciclopédia Ilustrada Folha, Viaje Aqui, Guia dos Curiosos, G1.

 

Share: