O Google é um dos melhores mecanismos de buscas na internet, além de uma das maiores empresas de tecnologia do mundo. Controla o YouTube, o Blogger, o Android e outras plataformas. Saiba algumas curiosidades e descubra truques sobre as suas buscas nas linhas a seguir.

 

O nome Google surgiu da expressão googol, que representa o número 1 seguido de 100 zeros, para demonstrar o quanto a internet é imensa. Aliás…

 

A empresa devia se chamar Googol, e não Google. A palavra escrita Google surgiu quando o primeiro investidor da empresa assinou um cheque nominal errado em nome do Google, e não do Googol.

 

O Google surgiu de um projeto de doutorado dos estudantes Larry Page e Sergey Brin da Universidade de Stanford, Califórnia, em 1996. Detalhe: o projeto se chamava Backrub.

 

O Centro de Computação no qual Page e Brin estudaram se chamava William Gates, nome do fundador da Microsoft.

 

Larry Page também participou de um projeto de desenvolvimento de um carro movido a energia solar.

 

Para testar o primeiro protótipo do Google, os seus criadores usaram uma matriz de 10 discos rígidos com capacidade de 4 GB cada. Consta que o processador foi construído com peças de Lego.

 

A matriz da empresa fica na cidade de Mountain View, Califórnia, Estados Unidos. O conjunto de edifícios comerciais e residenciais do qual faz parte o Google se chama Googleplex.

 

Googleplex é dez elevado a um google.

 

O domínio www.google.com foi registrado um ano antes da fundação da empresa.

 

Em 2007, uma ação do Google valia em torno de US$ 700. Cinco anos depois, ela valia o equivalente a US$ 1.000.

 

Segundo o estudo Brand Financial Global 500, o Google é a terceira empresa mais valiosa do mundo, avaliada em US$ 120,9 bilhões. As empresas que estão no topo da lista são Amazon e Apple.

 

Desde 2001, o Google comprou mais de 60 empresas.

 

O Google possui mais de 10 mil funcionários em todo o mundo.

 

A empresa gasta US$ 72 milhões por ano para dar aos seus trabalhadores duas refeições diárias gratuitas.

 

O Google incentiva seus funcionários a utilizar 20% do seu tempo no desenvolvimento de novos projetos. Metade dos novos produtos da empresa vem desse tempo.

 

A interface do Google também é encontrada na língua Klingon, dos vilões da série Star Trek/Jornada nas Estrelas.

 

O Google detém 65% do mercado de pesquisas online, enquanto o Bing, o concorrente da Microsoft, possui apenas 10 %.

 

O Google News gera mais de 1 bilhão de visualizações de páginas por mês para publicações de notícias.

 

O Google tem 1 milhão de servidores espalhados pelo mundo, o que representa 2% do total de servidores do planeta.

 

A ideia de criar versões alternativas do logotipo do Google – que são popularmente chamados de Google doodles – foi de Sergey Brin.

 

O Google costuma fazer pegadinhas em 1º de abril, o Dia da Mentira. Uma delas foi o lançamento, em 2000, do Google MentalPlex, que, acredite… fazia buscas com o poder da mente! Bastava olhar para um círculo para ele adivinhar o que você queria buscar.

 

Principais produtos do Google: Docs, Blogger, Orkut, YouTube, Translate, GMail, Picasa, Google Earth, Buzz e Android.

 

O Google possui um sistema de buscas, o Mirror, que procura tudo ao contrário. Quer experimentá-lo? É só digitar Elgoog.

 

Preocupado com o meio ambiente, o Google lançou o Blackle, um recurso em que o layout escuro faz com seu monitor economize energia ao reproduzir a página.

 

Existe um recurso do Google chamado Googoth, com estilo inteiramente gótico. Os fãs de heavy metal e os góticos devem adorá-lo.

 

O Blogger é um site que oferece ferramentas para edição e gerenciamento de blogs, bem parecido com o WordPress.

 

Criada em 2004, o Orkut foi a principal rede social do Google. Seu nome é originário do nome do engenheiro turco Orkut Büyükkokten, seu criador. Os principais concorrentes do Orkut foram o Facebook, o Twitter e o MySpace.

 

A maior parte dos usuários do Orkut eram indianos e brasileiros.

 

O Google Earth é um software desenvolvido e distribuído pelo Google cuja função é apresentar um modelo tridimensional da Terra, ele todo feito a partir de fotos de satélites.

 

Depois do Google Earth, a empresa criou versões tridimensionais do céu, de Marte, da Lua e dos oceanos.

 

Acredite se quiser, mas um italiano descobriu ruínas romanas e um espanhol crateras do choque de um meteorito na África através do Google Earth. A vila romana, aliás, é do século I e fica na localidade de Sorbolo.

 

Diversos governos protestaram contra o Google Earth sob a alegação de que as imagens colocavam a segurança nacional em perigo.

 

Fato: o próprio Google censura imagens no Google Earth! Imagens de bases navais, quartéis e alojamentos militares são, normalmente, apagados do software. Por isso, não adianta procurar que dificilmente a Al Qaeda vai encontrar fotos das bases norte-americanas no Afeganistão.

 

Lançado em 2008, o Google Chrome é um navegador desenvolvido pelo Google com a finalidade de concorrer com IExplorer, Safari e Firefox.

 

O Google Translate é um serviço de tradução do Google. Ele é capaz de traduzir textos das mais diversas línguas, até de línguas pouco faladas como o africâner, o galego, o letão, o islandês e o iídche.

 

Em 2017, o Google anunciou o possível lançamento de um par de fone de ouvidos que traduzem simultaneamente cerca de 40 idiomas. Basta utilizar os fones durante uma conversa com uma pessoa para descobrir o que ela está falando.

 

Criado em 2008, o sistema operacional Android é uma criação do Google. Além de utilizar um robozinho como marca, a empresa sempre coloca o nome de um doce quando lança uma nova versão do sistema utilizado em celulares. Já foram criados o Android Ice Cream, Jelly Bean, Kit Kat…

 

Acredite se quiser, mas o Google possui um sistema de rastreamento que segue todos os passos dos usuários Android. O detalhe é que ele sabe a pessoa está mesmo com a localização do celular desativada.

 

Voltando a falar do site de buscas do Google, veja esse macete: ao colocar duas palavras entre aspas, a busca no Google será realizada com todas as palavras, na ordem em que foram escritas. Exemplo: “Juliana Paes”. O resultado irá apresentar todos os sites nos quais a palavra Juliana é obrigatoriamente seguida por Paes.

 

Para encontrar palavras em uma mesma frase, porém não juntas, digite “feijão*arroz”. O resultado será “feijão com arroz”.

 

Para achar palavras em sites acadêmicos, a regra é digitar a palavra que se quer seguida de “site:edu”.

 

Outro macete interessante: para usar o Google como dicionário, basta utilizar a palavra “define” antes da palavra que você quer pesquisar. Por exemplo: “define: democracia”.

 

Quer usar o Google como calculadora? Basta digitar a equação na caixinha de busca. Exemplo: 110*(654/8+3). O resultado aparecerá imediatamente.

 

Para fazer conversão de moedas, basta digitar, por exemplo, “35 dólares em euros”.

 

Para saber medidas digite “500 Km em metros”.

 

Quer descobrir o preço de determinado produto e onde comprá-lo? Acesse no canto superior esquerdo “Shopping” e digite o nome do produto.

 

E receber notícias em seu e-mail sobre um assunto específico? O segredo é entrar na opção News, fornecer seu e-mail e aguardar. Sempre que surgir uma nova notícia a respeito, o Google informará via e-mail. O problema é que se você digitar “estação da luz”, poderá surgir notícias como “como economizar luz”.

 

Essa vale só para os Estados Unidos. Para achar o endereço de alguém, basta digitar o nome da pessoa e a cidade onde ela vive. Dizem que funciona.

 

Se quiser encontrar trechos de filmes ou resenhas de filmes sobre um determinado assunto, faça o seguinte: escreva “movie: war.” Aparecerão resenhas de filmes sobre guerra. Observação: a busca pode ser feita em português, desde que escreve a palavra movie em inglês. Exemplo: movie: alienígenas.

 

Quer saber a previsão do tempo? É só digitar a palavra tempo seguida do nome da cidade.

 

É possível apagar todo o seu histórico de busca do Google. Basta acessar o “history” das buscas e ir em atividade da web para deletar o item que você quiser (inclusive todos os itens).

 

Juntos, Google e Microsoft tomam 60% do tempo gasto pelos brasileiros na internet.

 

Cerca de 95% do faturamento da empresa vem dos pequenos anúncios que aparecem no canto da lista de resultados ou em outras páginas afiliadas ao Google.

 

Uma penúltima informação: o banco de dados do Google possuíam 8 bilhões de páginas indexadas. Detalhe: isso em 2004!!!

 

A última informação: são feitas 200 milhões de pesquisas diárias no Google por cerca de 65 milhões de pessoas. De cada 10 pessoas que procuram informações na internet, sete utilizam o Google.

Share: