O escritor francês Jules Gabriel Verne nasceu na cidade de Nantes em 1828 e faleceu em Amiens, em 1905.

 

Júlio Verne é um dos escritores mais traduzidos da história. Seus mais de 100 livros foram publicados em pelo menos 148 idiomas.

 

Desde pequeno, Júlio tinha o hábito de recortar e colecionar artigos científicos, hobby que manteve por toda a vida.

 

Júlio foi enviado pelo pai para estudar Direito, mas acabou mesmo se apaixonando por teatro. Escreveu vários livretos de operetas e histórias que, ao chegarem ao conhecimento do pai, levaram-no a cortar a ajuda financeira do futuro escritor.

 

Seu primeiro livro foi Cinco Semanas em um Balão, que narrava uma viagem fictícia feita na África. O detalhe é que o escritor nunca andou de balão e tampouco esteve na África.

 

Assim como os personagens de seus romances, Júlio gostava muito de viajar. Comprou um iate chamado Saint-Michel e percorreu o Mediterrâneo, Mar do Norte e Mar Báltico.

 

Certa vez, quando voltava para casa, foi atingido por tiros disparados por seu sobrinho, Gaston. Uma das balas acertou o ombro, demorando para cicatrizar. A outra, atingiu a perna, deixando o escritor manco pelo restante da vida. Uma vez que tinha atirado sem motivos aparentes, o sobrinho foi considerado louco e internado num manicômio.

 

Em 1888, Júlio foi eleito vereador da cidade de Amiens, onde vivia.

 

Sua novela Paris no Século XX foi rejeitada pelo editor, que considerou o conteúdo “depressivo” e fora do tom dos seus livros de aventuras. Como os manuscritos foram guardados num cofre, a estória só foi publicada mais de um século depois.

 

Com sua morte, seu filho Michel escreveu ele mesmo os capítulos que faltavam nas obras incompletas do pai.

 

Os livros mais conhecidos de Verne são Cinco Semanas em um Balão, Viagem ao Centro da Terra, A Volta ao Mundo em 80 Dias e Vinte Mil Léguas Submarinas.

 

Com seus livros, ele previu em pleno século XIX a invenção de aparelhos como o fax, a televisão, o ar-condicionado, a escada-rolante, o helicóptero e o submarino.

 

Fontes: Wikipédia, Coisas de Gênio.

 

Share: