O poeta Gonçalves Dias, o escritor e filósofo Albert Camus e o arquiteto espanhol Antonio Gaudí morreram em acidentes trágicos e bastante curiosos. Gonçalves Dias (imagem acima), por exemplo, morreu num naufrágio quando retornava de uma viagem à Europa. Detalhe: ele tinha 41 anos. Veja abaixo outros exemplos de personalidades das artes e da cultura que faleceram de forma trágica.

 

O escritor Manuel Antônio de Almeida morreu aos 30 anos de idade quando o navio em que estava naufragou no litoral do Rio de Janeiro.

 

Outro grande nome da cultura universal que morreu num naufrágio foi Percy Shelley. O poeta inglês morreu aos 29 anos durante um naufrágio na costa italiana.

 

A norte-americana Natalie Wood afogou-se aos 43 anos ao cair de um bote. A morte da atriz gerou uma grande controvérsia sobre as circunstâncias. A polícia chegou a investigar o marido Robert Wagner pela suspeita de assassinato, mas nada foi comprovado.

 

O escritor e filósofo francês Albert Camus faleceu em um acidente de automóvel a caminho de Paris. Camus tinha 47 anos na época.

 

Outro gênio da cultura francesa que morreu num acidente de carro foi o escultor Aristide Maillol, aos 83 anos.

 

Não menos trágico foi o destino da norte-americana Grace Kelly. A atriz e princesa de Mônaco perdeu a vida num acidente de automóvel aos 53 anos.

 

Considerado um dos maiores mitos do cinema do século XX, o ator James Dean perdeu a vida quando dirigia seu carro a mais de 150 quilômetros por hora numa estrada do estado norte-americano da Califórnia. De carreira meteórica, Dean tinha apenas 24 anos de idade na época.

 

O cantor e compositor brasileiro Gonzaguinha faleceu aos 45 anos de idade num acidente automobilístico quando voltava de um show no interior do Paraná. Outros ídolos da música brasileira que morreram na estrada foram Francisco Alves, Jessé, Bochecha (que fez parte da dupla Claudinho & Bochecha) e Cristiano Araújo.

 

O arquiteto espanhol Antoni Gaudí, responsável pelo projeto da catedral Sagrada Família, em Barcelona, faleceu aos 74 anos atropelado por um bonde.

 

Carlos Gardel, um dos maiores ídolos da música argentina, morreu na queda de uma avião em Medellín, na Colômbia. Gardel tinha 45 anos.

 

Antoine de Saint-Exupéry, o autor francês que escreveu O Pequeno Príncipe, faleceu na queda do avião que pilotava no norte da África. Ele tinha 44 anos. A aeronave só foi encontrada décadas depois.

 

O compositor e trombonista norte-americano Glenn Miller, uma lendária figura do tempo das grandes orquestras, perdeu a vida num acidente de avião entre Londres e Paris. Nem os destroços do avião, nem os corpos dos ocupantes foram recuperados. Miller contava 40 anos de idade.

 

O cantor Ritchie Valens morreu com apenas 19 anos vítima de um acidente aéreo quando, em virtude do mal tempo, a aeronave em que estava bateu numa montanha. Morrem no mesmo acidente os músicos Buddy Holly e Big Bopper.

 

Os cinco músicos do grupo de rock brasileiro Mamonas Assassinas morreram no mesmo acidente aéreo, em São Paulo, em 1 996. Eles retornavam de uma apresentação em Brasília quando o avião caiu sobre as árvores do parque da Cantareira. A média de idade do grupo era de 25 anos.

 

Leila Diniz, símbolo da emancipação feminina dos anos 70, faleceu na queda de um avião na Índia. A atriz retornava de uma viagem à Austrália quando ocorreu o acidente. Ela tinha 27 anos.

 

Pier Paolo Pasolini, diretor de cinema italiano, foi assassinado por um garoto de programa. Algumas versões para esse obscuro crime alegam que o assassino teria dado várias pauladas na vítima e, em seguida, atropelado ela. Pasolini tinha 53 anos.

 

O ex-Beatle John Lennon morreu aos 40 anos com um tiro à queima-roupa disparado por um fã. O crime ocorreu a poucos metros do prédio onde o músico morava, em Nova York.

 

O autor do clássico da literatura brasileira Os Sertões, Euclides da Cunha, morreu baleado pelo homem que se tornara amante de sua esposa. Euclides teria tentado matar o rapaz, que reagiu e matou-o. O escritor tinha apenas 43 anos.

 

O jornalista, escritor e humorista Leon Eliachar foi assassinado a mando de um fazendeiro com cuja esposa vinha mantendo um romance. Ele tinha 65 anos.

 

O assassinato do dramaturgo inglês Christopher Marlowe ocorreu durante uma briga numa taverna. Marlowe morreu muito jovem, aos 29 anos. Outra versão dá conta de que ele teria morrido durante uma orgia.

 

Marvin Gaye, um dos maiores mitos da soul music norte-americana, foi morto a tiros pelo próprio pai durante uma discussão. Detalhe: foi Marvin quem deu a arma de presente para o pai. Ele tinha 45 anos na época.

 

O ator norte-americano Brandon Lee, filho do lendário Bruce Lee, morreu aos 27 anos atingido por uma bala num set de filmagens. Era para a arma ter balas de festim, mas, não se sabe por qual motivo, tinha balas de verdade.

 

O poeta e dramaturgo espanhol Federico Garcia Lorca foi assassinado aos 38 anos, durante a Guerra Civil Espanhola. Acredita-se que o corpo tenha sido enterrado numa vala comum. Ele nunca foi encontrado.

 

O pintor e escultor futurista italiano Umberto Boccioni faleceu aos 34 anos em consequência da queda de um cavalo.

 

Émile Zola, escritor francês, faleceu asfixiado pela fumaça devido a um entupimento na chaminé de sua casa. Ele tinha a idade de 62 anos.

 

Aos 50 anos, a norte-americana Isadora Duncan morreu estrangulada pela echarpe que usava durante uma viagem de automóvel. A echarpe enroscou na roda do carro, matando a bailarina em segundos.

 

Ésquilo, considerado por muitos o pai da tragédia grega, morreu ao ser atingido por uma tartaruga que uma águia deixara cair. Ele tinha mais ou menos 70 anos.

 

Condenado à morte por uma falsa acusação de sacrilégio – ou por ter zombado dos habitantes da cidade de Delfos, o fabulista grego Esopo terminou seus dias depois de ter sido jogado de um precipício. Não se sabe a sua idade certa.

 

Durante muito tempo, acreditou-se que Primo Levi tinha se suicidado. Hoje, a hipótese mais aceita é que o escritor italiano tenha sido vítima de um acidente. Levi caiu no poço da escadaria do prédio onde morava. Ele tinha 68 anos.

 

O escritor e dramaturgo norte-americano Tennessee Williams morreu ao 72 anos da forma mais inimaginável possível: engasgado com a tampa de um frasco de colírio.

 

Michael Hutchence, vocalista da banda australiana Inxs, morreu aos 37 anos por “asfixiofilia”, uma prática que interrompe o fluxo de oxigênio para o cérebro durante o orgasmo (supostamente para aumentar o prazer). Essa prática mata mais de mil pessoas por ano. Uma das vítimas foi o ator norte-americano David Carradine.

 

Share: