Apesar de possuir um território imenso, o Tocantins é um dos estados brasileiros com menor população. Possui paisagens deslumbrantes, além de uma riqueza natural incomparável. Saiba mais a respeito e descubra curiosidades sobre essa que é a mais jovem unidade da Federação.

 

O estado do Tocantins recebeu esse nome por causa do rio Tocantins, que corta todo o seu território. O Tocantins é o segundo maior rio totalmente brasileiro, atrás apenas do São Francisco.

 

O Tocantins é um dos mais novos estados brasileiros. Surgiu em 1988, quando emancipou-se do estado de Goiás.

 

A capital e maior cidade do Tocantins é Palmas. Construída no centro do estado, é uma cidade totalmente planejada. Foi fundada em 1989, o que faz dela a capital mais jovem do país.

 

Palmas só foi inaugurada cerca de dois anos depois da emancipação do estado. Nesse tempo, o governo estadual funcionou no município vizinho de Miracema do Tocantins.

 

O nome Palmas foi escolhido em homenagem à localidade de São João da Palma, onde atuou o primeiro movimento de emancipação do estado. Outro motivo para o nome foi o grande número de palmeiras na região.

 

As maiores cidades do Tocantins são Palmas, Araguaína, Gurupis, Porto Nacional e Paraíso do Tocantins.

 

Apesar de ser o décimo maior estado em extensão territorial o Tocantins é um dos menos populosos, com 0,7% da população brasileira em 2015. Como 1,5 milhão de habitantes, ele possui o equivalente a pouco mais de 10% da população da cidade de São Paulo, a maior do país.

 

Localizada na divisa do Tocantins com o Mato Grosso, a Ilha do Bananal é a maior ilha fluvial do mundo. É considerada Reserva da Biosfera pela UNESCO.

 

O Parque Estadual do Jalapão é uma imensa unidade de conservação na divisa do Tocantins com os estados do Piauí e Bahia. O que mais chama a atenção são a paisagem árida (o calor é imenso, como em boa parte do estado) e a baixa densidade populacional. É possível viajar durante horas pelas suas estradas de terra sem encontrar nenhum ser humano.

 

O capim dourado é uma espécie de capim muito comum no Jalapão. Com uma cor que lembra o ouro, ele é muito usado no artesanato. Os moradores locais produzem belíssimos cestos, itens de decoração e acessórios como brincos com ele.

 

Existem no Tocantins diversos territórios chamados ecótonos, áreas de transição entre dois biomas. Isso ocorre porque o estado abriga áreas de cerrado e floresta amazônica.

 

Até a separação do estado de Goiás, o Tocantins era considerado parte da região Centro-Oeste. No momento em que a emancipação foi oficializada, ele passou a integrar a região Norte.

 

Além de Palmas, a capital administrativa, o estado possui diversas cidades com o título de capital, todas conferidas por lei. Formoso do Araguaia é reconhecida como Capital do Arroz, Pedro Afonso é a Capital da Soja, Nova Rosalândia é a Capital do Pequi e Gurupi é a Capital da Amizade.

 

As praias fluviais são algumas das principais atrações do estado. A praia do Bacuri Grande, no município de Esperantina, atrai milhares de turistas ávidos por um banho nas águas dos rios Araguaia e Tocantins. Localizada em Araguatins, a Praia da Ponta possui uma excelente infraestrutura para o turismo. Uma das mais badaladas é, no entanto, a Praia da Tartaruga, no município de Peixe.

 

Com a nascente em Goiás, o rio Araguaia marca a divisa do Tocantins com o Mato Grosso e o Pará. Uma das suas principais atrações é a Ilha do Bananal. Foi às margens desse rio que se estabeleceu a Guerrilha do Araguaia, um grupo de oposição marxista armado que lutou contra o regime militar.

 

Os rios Araguaia e Tocantins são continuamente procurados por pescadores profissionais de todo o país. A atividade pesqueira (e mesmo a pesca esportiva) é proibida entre os meses de novembro e fevereiro, época da reprodução dos peixes.

 

Fontes: Wikipédia, Tocantins Hoje, UOL, G1.

 

Share: