Veja nas linhas abaixo algumas curiosidades sobre Batman, o homem-morcego. Descubra também alguns fatos sobre o seriado clássico dos anos 1960. Alguns são bastante interessantes. Você sabia, por exemplo, que foram utilizadas mais de 80 onomatopeias nas cenas de lutas?

 

Batman surgiu em maio de 1939 pelas mãos do desenhista norte-americano Bob Kane. Sua primeira aparição foi na revista de história em quadrinhos Detective Comics.

 

Nos primeiros rascunhos do criador, Batman usava um uniforme vermelho e uma máscara parecida com a do Zorro. Ele só adotou o capuz pontudo e a capa por sugestão do cartunista Bill Finger.

 

O nome do personagem Bruce Wayne foi inspirado em duas personalidades históricas: Robert Bruce, que lutou contra os ingleses na Guerra de Independência da Escócia e Anthony Wayne, herói da Guerra de Independência norte-americana.

 

Como todos os fãs do herói bem sabem, Batman nunca usa armas de fogo. Tal comportamento seria resultado do trauma de infância, quando seus pais foram mortos por bandidos. Nas primeiras histórias, no entanto, o herói utiliza esse tipo de arma diversas vezes.

 

E como todos sabem, o herói mora numa cidade chamada Gotham City. Também não foi assim nas primeiras histórias, em que o seu lar era Metropolis ou Nova York.

 

A Mulher-Gato usa um uniforme preto que em muitos aspectos lembra um felino, certo? Nas suas primeiras história ela era apenas uma ladra de joias que usava uma máscara de gato. A Mulher-Gato surgiu em 1940.

 

Numa história de 1959, Batman e Mulher-Gato acabam tendo uma filha, chamada de Helen Wayne. Isso acontece numa outra dimensão, onde ela assume o codinome de Caçadora.

 

O primeiro grande vilão das histórias de Batman foi o Coringa, surgido em 1940. Ele teria sido inspirado num personagem do livro O Homem Que Ri, do escritor francês Victor Hugo. Curiosamente, ele só ganhou um nome (Jack Napier) no filme de 1989.

 

Era para Robin aparecer em apenas uma história do homem-morcego. No entanto, o seu sucesso foi tamanho que o editor, que não via com bons olhos a ideia de uma criança combater o crime, cedeu e aceitou a permanência do personagem.

 

O primeiro Robin era um órfão de oito anos de idade. Chamava-se Dick Grayson e fazia acrobacias num circo. Houveram mais dois Robins além dele.

 

O Batmóvel foi criado em 1941 (e parecia mais um carro comum daquela época), o símbolo do morcego em 1942 e a Batcaverna em 1948.

 

O Batmóvel do seriado de 1966 foi inspirado num modelo Lincoln Futura ano 1955. Quase 50 anos depois, ele foi vendido para um fã pela bagatela de US$ 4,2 milhões.

 

A série estreou na TV norte-americana em 1966 e saiu do ar em 1968. Ao todo, foram 60 episódios com Adam West no papel do homem-morcego e Burt Ward como Robin.

 

Cesar Romero, o ator que interpretou o Coringa na TV, atuou no seriado Zorro no papel do tio de Don Diego. Ele era um grande amigo da cantora luso-brasileira Carmen Miranda.

 

Diversos astros de Hollywood manifestaram o desejo de participar da série – inclusive Frank Sinatra e Cary Grant – mas poucos conseguiram. Entre os que conseguiram estão Vincent Price, Zsa Zsa Gabor, Otto Preminger, Liberace e George Sanders.

 

No seriado clássico, Robin/Burt Ward fala “santa-alguma-coisa” mais de 340 vezes.

 

Ao todo, foram usadas 84 diferentes onomatopeias nas cenas de luta do seriado.

 

O vilão que mais atormentou Batman no seriado foi o Pinguim, com o total de 26 aparições.

 

O sucesso de Adam West como Batman foi tamanho que durante anos ele participou de eventos caracterizado como o personagem. Mas West acabou desistindo depois que foi convidado a participar de um evento como homem-bala (ou morcego-bala).

 

Em 2006, um fã brasileiro lançou um livro chamado Soc! Pow! Crash!, em referência às onomatopeias usadas nas cenas de luta. O livro conta as histórias e curiosidades da série com Adam West e Burt Ward.

 

No ano anterior, outro fã brasileiro lançou outro livro sobre o homem-morcego. Com o título Dicionário do Morcego, ele possui quase 1.500 verbetes utilizados na série clássica e nos filmes de Batman.

 

Em 1967, estreou o desenho animado Batman & Robin. Enquanto a série possuía uma veia mais cômica, o desenho seguia a linha aventura-ação dos quadrinhos. Nos anos 70, Batman estrelou outra série animada, dessa vez ao lado de Super-Homem e outros heróis: Superamigos .

 

Um exemplar da HQ com a primeira história do homem-morcego foi vendida por mais US$ 12 mil em 2012. Na época em que foi lançada, ela valia somente US$ 0,10.

 

Em 2004, chegou aos cinemas o filme Mulher-Gato, com Halle Berry no papel principal. Foi um fiasco de bilheteria. Além da baixa arrecadação, Barry foi indicada para o prêmio Framboesa de Ouro de pior atriz.

 

Entre seriados e filmes para o cinema, o homem-morcego foi interpretado por seis atores: Adam West, Michael Keaton, Val Kilmer, George Clooney, Christian Bale e Ben Affleck.

 

Diversos vilões das histórias de Batman foram interpretados por atores do primeiro escalão de Hollywood: Jack Nicholson (Coringa), Heather Ledge (Coringa), Arnold Schwarzenneger (Sr. Frio/Sr. Gelo), Uma Thurman (Hera Venenosa), Danny DeVitto (Pinguin) e Jim Carrey (Charada).

 

Você sabia que existem três produções em que Batman enfrenta ninguém menos que o conde Drácula? Apenas uma foi autorizada pela DC Comics para ir ao ar.

 

Em 1954, um psiquiatra alemão lançou um livro em que sugeria que Batman e Robin formavam um casal gay. Isso desagradou os editores, que a partir de então passaram a enfatizar a heterossexualidade do personagem.

 

Antes de ir ao ar, o seriado recebeu a pior avaliação nas exibições-teste. O público detestou. Mesmo assim, os produtores resolveram colocá-lo no ar em virtude dos altos custos.

 

Fontes: Wikipédia, GQ, Guia dos Curiosos, Animaq – Almanaque dos Desenhos Animados, Almanaque dos Seriados.

Share: