Você sabia que o diamante é basicamente carbono, um dos elementos essenciais para os seres vivos? Sabia que a maior parte dos diamantes extraídos no mundo são usados na indústria? Siga as linhas abaixo e conheça algumas curiosidades sobre essas pedras mais do que preciosas.

 

A palavra diamante surgiu da junção dos termos gregos “adamas”, que significa invencível, e “diaphanes”, que remete a transparente.

 

O material mais duro que existe na natureza é o diamante. Para arrancar um diminuto pedaço de um diamante, é necessário aplicar uma pressão equivalente a 4,5 milhões de atmosferas.

 

O diamante é um material constituído basicamente de carbono, o mesmo do carvão. Ele surge sob altíssima pressão no magma presente no interior do planeta (basicamente a altas profundidades). São necessários milhares de anos para que essa pressão petrifique o magma e ajude a criar o diamante.

 

A maior parte do diamante extraído no mundo é direcionado para a indústria, onde é utilizado para cortar e furar materiais sólidos e resistentes

 

Uma curiosidades super interessante: as pontas das agulhas de toca-discos (os antigos toca-discos de vinil) são feitas de diamante.

 

O valor de um diamante é estimado de acordo com a sua pureza, peso, cor e lapidação.

 

O quilate é uma unidade de peso utilizada em diamantes e outras pedras preciosas. Um quilate é o equivalente a 200 miligramas. No caso do ouro, o quilate é uma unidade de pureza. Uma barra de 24 quilates, por exemplo, é considerada ouro puro.

 

Acredite se quiser, mas o quilate do diamante pode chegar a 63 mil dólares.

 

É preciso remover 250 toneladas de cascalho, em média, para extrair somente 1 quilate de diamante.

 

O maior diamante encontrado até hoje tinha nada menos que 3.100 quilates. Chamado de diamante Cullinan, ele foi encontrado na África do Sul, em 1905.

 

Os três maiores produtores de diamante são Rússia, Botsuana e Congo. A Rússia é responsável por mais de 1/4 da produção mundial.

 

O país que mais arrecada com diamantes é Botsuana. Motivo: as suas pedras possuem melhor qualidade.

 

Os maiores importadores de diamantes e outras pedras preciosas são Hong Kong, Estados Unidos e China.

 

O maior comprador de diamantes e outros tipos de pedras preciosas brasileiras é Hong Kong. Tirando os diamantes, rubis e safiras, o Brasil produz 33% das gemas produzidas no mundo.

 

O tráfico de pedras preciosas é responsável por 15% dos diamantes vendidos no mundo.

 

Conflitos em áreas ricas em diamantes provocaram desde o início dos anos 1960 a morte de 4 milhões de pessoas.

 

Pedras preciosas precisam ser aprimoradas em laboratório para ganhar cor e consertar imperfeições. É o que acontece com 70% das gemas vendidas no mundo.

 

Uma última curiosidade: você sabia que chove diamantes nos planetas Urano e Netuno?

 

Obs: os dados aqui inseridos são do ano de 2012.

 

Fontes: Guia dos Curiosos, Mundo Estranho, Super Interessante, Brasil Escola, Como Tudo Funciona.

 

Share: