Localizado ao norte do continente americano, a Groenlândia tornou-se mundialmente conhecida por dois motivos: por ser a maior ilha do planeta, além de um dos locais habitados mais gelados. Mas ela é muito mais do que isso. Descubra nas linhas a seguir algumas curiosidades muito interessantes a seu respeito.

 

O termo Groenlândia vem de Grønland, que em dinamarquês significa “terra verde”.

 

A Groenlândia é uma região autônoma da Dinamarca.

 

O Chefe de Governo é o primeiro-ministro, escolhido pelo parlamento. Já a Chefe de Estado é a rainha Margarida II, da Dinamarca (lembrando que a Groenlândia é uma monarquia parlamentar).

 

Com 2,16 milhões de quilômetros quadrados, a Groenlândia é a maior ilha do mundo.

 

Apesar de ser maior do que muitos países europeus, a Groenlândia é escassamente povoada. Ela possui somente 57 mil habitantes.

 

A capital e cidade mais populosa da Groenlândia é Nuuk, com 17 mil habitantes.

 

A língua mais falada é o groenlândes, uma língua inuíte (esquimó). A segunda mais falada, e que possui um status de língua não-oficial, é o dinamarquês.

 

A maior parte da população é cristã, principalmente luterana.

 

Quase toda a população vive na faixa litorânea, principalmente ao sul. Isso ocorre porque o interior da Groenlândia possui invernos rigorosos, onde a temperatura pode chegar a -30º Celsius.

 

Em virtude da sua proximidade com o Polo Norte, a Groenlândia possui dias extremamente curtos no inverno. Acredite se quiser, mas são apenas 3 horas de sol diárias. Em compensação, quase não há noite durante o verão.

 

A Groenlândia possui a segunda maior camada de gelo do planeta, perdendo apenas para a Antártida. Ela corresponde a 7% da água doce existente.

 

A camada de gelo que cobre a maior parte do território groenlandês possui em torno de 3 quilômetros de espessura.

 

Em razão das longas distâncias, as pessoas são obrigadas a se locomover de barco ou avião. Mas existe um meio de transporte bastante comum: o trenó puxado por cães, que é muito útil para o deslocamento na neve.

 

A Groenlândia inteira possui somente dois semáforos, ambos na capital, Nuuk.

 

Como é parte do território da Dinamarca, a Groenlândia devia integrar a União Europeia, mas os seus moradores não quiseram. Através de um plebiscito, eles votaram pela saída da ilha do acordo de integração da Europa.

 

Acredita-se que os primeiros europeus que chegaram na América não foram os espanhóis, mas os vikings. Foram eles que, no ano de 982, batizaram a terra recém-descoberta de “green land” (terra verde), talvez porque havia menos gelo nesse território do que atualmente.

 

Quase tudo que é consumido na Groenlândia é importado, com exceção das carnes de peixe, foca e baleia, que são muito apreciadas pela população local.

 

Localizado na ilha, o Parque Nacional do Nordeste da Groenlândia, é o maior parque nacional do mundo. Além de focas e baleias jubartes, ele possui animais como ursos polares e lobos árticos.

 

Fontes: Wikipédia, Mega Curioso, Terra.

 

Share: