Qual a diferença entre uma borboleta e uma mariposa? Quantas espécies de borboletas existem? É verdade que as borboletas sentem sabores pelas patas? Percorra as linhas abaixo e veja algumas curiosidades muito interessantes sobre esses fascinantes insetos: as borboletas e as mariposas.

 

Existem algumas diferenças entre borboletas e mariposas. As borboletas, por exemplo, são normalmente mais coloridas. Mas uma diferença significativa diz respeito ao horário em que são vistas: enquanto as borboletas são vistas durante o dia, as mariposas são vistas à noite.

 

Existem milhares de espécies de borboletas – em torno de 160 mil, só para início de conversa –, distribuídas em todos os continentes. O único lugar onde elas não são encontradas é a Antártida.

 

A vida de uma borboleta se divide em quatro fases: ovo, larva, pupa e imago. De acordo com a espécie, a expectativa de vida varia entre um mês e um ano.

 

O processo de transformação de uma lagarta em borboleta varia entre 10 e 15 dias.

 

Você saberia dizer qual o coletivo de borboleta? Anote aí: panapanã ou panapaná. Os grupos de borboletas também são chamados de bando ou nuvem.

 

Dependendo da espécie, o tamanho de uma borboleta pode variar entre e milímetros e 30 centímetros.

 

Também dependendo da espécie, as borboletas voam entre 8 e 20 quilômetros por hora.

 

Borboletas usam as asas para captar energia solar que, por sua vez, permite que elas voem.

 

Elas simplesmente não conseguem voar se a temperatura de seu corpo estiver abaixo dos 30º Celsius.

 

Borboletas usam as patas para sentir sabores.

 

A maior parte das borboletas se alimenta de néctar e frutas em decomposição, mas algumas se alimentam de sangue de feridas abertas de outros animais.

 

Os olhos das borboletas são formados por milhares de lentes, que permitem que elas enxerguem em 360º, além de identificar a luz ultravioleta.

 

Até recentemente, os cientistas acreditavam que as borboletas eram surdas. Foi só em 1912 que descobriram que elas possuíam orelhas.

 

Muitas borboletas não fazem cocô, elas simplesmente transformam tudo o que consomem em energia.

 

A maior borboleta do mundo é a Ornithoptera hembra, uma espécie que vive nas florestas da Nova Guiné. Ela pode chegar a 31 centímetros de comprimento.

 

Uma das espécies mais curiosas que existem é a Greta oto, ou “borboleta de cristal”. Ela é assim chamada por que possui asas transparentes.

 

Algumas borboletas são verdadeiros mestres da camuflagem. É o caso da Coenophlebia archidonia, uma espécie que possui asas que se assemelham a folhas, confundindo os predadores.

 

As borboletas monarcas realizam migrações de mais de 3 mil quilômetros entre o Canadá e o México durante o inverno, fazendo o caminho inverso na primavera.

 

O número de ovos que uma borboleta põe varia de uma espécie para outra. Algumas podem botar 500 ovos, com o detalhe de que a maioria não conseguirá chegar à vida adulta.

 

Algumas espécies depositam os ovos apenas em determinados tipos de plantas.

 

As borboletas recém-nascidas não podem voar. Elas precisam esperar as asas secarem para conseguir esticá-las o suficiente e realizar o seu primeiro voo.

 

Uma das primeiras coisas que muitas espécies comem assim que nascem são os restos do próprio casulo.

 

Fontes: Wikipédia, BOL, Mega Curioso, Mundo Estranho.

 

Share: