Veja nas próximas linhas uma lista de curiosidades sobre o escritor Eça de Queiroz, um dos principais representantes do Realismo português na literatura. Eça se tornou conhecido por romances como O Crime do Padre Amaro, O Primo Basílio e Os Maias. Confira.

 

O nome completo do escritor português Eça de Queiroz era José Maria Eça de Queiroz.

 

Eça de Queiroz nasceu na localidade portuguesa de Póvoa de Varzim, em 1845, e morreu em Paris, França, em 1900.

 

Era filho de José Maria Teixeira de Queiroz e Augusta Pereira d’Eça, que se casaram somente quatro anos após o nascimento do escritor (ter filhos na solteirice era considerado um escândalo na época).

 

Foi criado por uma ama até os seis anos de idade e, em seguida, pelos avós paternos. Só foi reconhecido pelos pais aos 40 anos de idade.

 

Eça nunca se esqueceu da humilhação sofrida por ter nascido de mãe solteira (de fato, o preconceito era gigantesca na Portugal de sua época). Talvez tenha sido por isso que muitas de suas personagens tenham sido mulheres desonestas, incestuosas e adúlteras.

 

Formou-se em Direito pela Universidade de Coimbra, mas exerceu a profissão de advogado por pouco tempo. Trabalhou posteriormente como jornalista, exercendo a função de correspondente internacional no Oriente Médio (dizem que cobriu a inauguração do Canal de Suez, no Egito).

 

As impressões de suas estadias no Oriente Médio foram registradas no livro O Egito. Elas também serviram de inspiração para A Relíquia, um de seus mais famosos romances.

 

Exerceu também a função de diplomata, sendo nomeado cônsul em Havana (Cuba), Estados Unidos, Canadá e Reino Unido. Na época de sua morte, encontrava-se em Paris, na França.

 

Formou fortes laços de amizade com o escritor e poeta Antero de Quental, com quem participou de um grupo de intelectuais chama Cenáculo.

 

Seus livros mais conhecidos são A Cidade e as Serras, Os Maias, O Primo Basílio, O Crime do Padre Amaro, A Relíquia e A Ilustra Casa de Ramires.

 

As obras de Eça de Queiroz foram inúmeras vezes adaptadas para a TV e o cinema. Uma das adaptações de maior sucesso foi a minissérie brasileira Os Maias, exibida no início de 2001, com Ana Paula Arósio e Fábio Assunção no elenco principal.

 

Eça de Queiroz foi um dos principais representantes do Realismo português, ao lado de Antero de Quental e Cesário Verde. O Realismo foi um movimento surgido na França para se contrapor ao Romantismo, e tinha a realidade dos fatos e a verdade concreta como principal preocupação.

 

Foto acima: Fundação Eça de Queiroz, Divulgação

 

Fontes: Wikipédia, Sua Pesquisa, Jornal GGN, Guia do Estudante.

Share: