Localizado na região Norte, Roraima é um dos estados menos populosos do Brasil. Sua capital é a cidade de Boa Vista. Descubra nos tópicos abaixo uma seleção de curiosidades sobre esse estado. Veja também as nossas informações sobre seu PIB, atividade turística e população.

 

De origem indígena, a palavra Roraima significa “Mãe dos Ventos”.

 

Com uma população de pouco mais de 500 mil pessoas, Roraima é o estado menos populoso do Brasil. É também o que apresenta a menor densidade demográfica de todo o país.

 

O Produto Interno Bruto de Roraima é o mais baixo entre as 27 unidades federativas, representando apenas 0,15% do PIB nacional. Boa parte da atividade econômica concentra-se no setor de serviços.

 

A atividade turística é uma das mais fortes, concentrando-se principalmente no interior do estado. Roraima é procurado basicamente para a prática de ecoturismo.

 

Uma das maiores atrações turísticas do estado é o Monte Roraima, na fronteira com a Venezuela e Guiana. Com cerca de 1.000 metros de altitude, ele possui fauna e flora únicas, com boa parte dos animais e plantas ainda desconhecidos da ciência.

 

O Monte Roraima costuma ser procurado por adeptos do ecoturismo, sobretudo praticantes de trekking. Sua formação geológica singular e ecossistema único inspiraram Arthur Conan Doyle a escrever o livro O Mundo Perdido. Também serviu de inspiração para os roteiristas do desenho animado Up – Altas Aventuras, da produtora Pixar.

 

Grande parcela da população é constituída de descendentes de nordestinos – cearenses, piauienses, maranhenses etc. Por conta disso, a cultura nordestina têm uma forte presença por lá.

 

As cinco mais importantes cidades do estado são: Boa Vista, Rorainópolis, Caracaraí, Alto Alegre e Mucajaí.

 

Boa Vista é a única capital brasileira totalmente no hemisfério norte. É também a mais distante de Brasília.

 

A população de Boa Vista em 2014 era de aproximadamente 320 mil pessoas. O detalhe é que, sozinha, ela concentra 63% de todos os habitantes do estado.

 

Boa Vista surgiu a partir de um aglomerado em torno de uma fazenda de criação de gado. Batizada de Boa Vista do Rio Branco, foi elevada à categoria de cidade em 1890, época em que pertencia ao estado do Amazonas.

 

Por viver numa cidade no interior de um estado sem litoral, os habitantes de Boa Vista desconhecem o mar, certo? Errado. Eles conseguem visitar com facilidade paraísos que a maioria dos brasileiros jamais sonharia, como a venezuelana Isla Margarita. Basta comprar uma passagem de ônibus no terminal rodoviário de Boa Vista para em pouco mais de 20 horas conhecer as maravilhas do Caribe.

 

A vegetação é bastante variada, predominando as florestas fechadas no sul e as savanas no centro. O detalhe é que quanto mais se avança para o norte, menos densa se torna a vegetação.

 

Um dos símbolos do estado é o cavalo selvagem, também chamado “cavalo lavradeiro”. Introduzidos pelo homem, eles acabaram se adaptando às condições da região. São vistos em bandos com até 12 indivíduos e raramente passam de 1,5 metro de altura.

 

Afinal, como se pronuncia o nome do estado: Rorãima ou Roráima? Segundo alguns estudiosos da língua portuguesa, tanto faz. Ambas estão certas.

Share: