A Catalunha é uma comunidade autônoma da Espanha, situada a nordeste da Península Ibérica e às margens do mar Mediterrâneo. Abriga 16% da população espanhola. Ela foi o centro das atenções recentemente, em virtude das manifestações por independência. Veja algumas curiosidades a seu respeito nas linhas a seguir.

 

A Catalunha corresponde a 6,3% da área total da Espanha, 16% da população e 1/5 do PIB do país.

 

A capital e maior cidade da comunidade autônoma é Barcelona, com 1,6 milhão de habitantes. Ao todo, são 4,6 milhões de pessoas vivendo em sua região metropolitana.

 

Além de Barcelona, as principais cidades da Catalunha são Terragona, Lérica e Girona.

 

O catalão é um língua de origem latina parente do espanhol e do português.

 

Barcelona foi sede dos Jogos Olímpicos de verão de 1992 e uma das capitais que sediaram as partidas da Copa do Mundo da Espanha, em 1982.

 

Apesar de fortemente industrializada, a Catalunha tem o turismo como uma das principais fontes de receita. A cidade de Barcelona é uma dos principais polos turísticos da Península Ibérica.

 

Entre os grandes nomes da artes nascidos na região estão Salvador Dali, Juan Miró, Antoni Tàpies e Antoni Gaudi.

 

A Catalunha é sede do F. C. Barcelona, o segundo time de futebol mais valioso do mundo. O time venceu 29 vezes a Copa Del Rey (ou Copa do Rei da Espanha, como é conhecida em português), uma das mais importantes do futebol espanhol.

 

Os catalães tem muito orgulho de suas origens, tanto que estendem com frequência a bandeira da comunidade, chamada por eles de senyera, em suas varandas e janelas.

 

Derivada do nacionalismo catalão, o independentismo local é uma corrente que prega a separação da Catalunha do restante da Espanha. Seus líderes realizaram grandes manifestações em prol da causa em 2012, 2014, 2015 e 2017. As manifestações de 2017 culminaram num referendo com forte repressão do governo espanhol.

 

Os catalães mantém um hábito bastante peculiar durante as festividades do Natal: colocar um caganer nos presépios. O caganer é um senhor de cócoras e vestes simples, gorro vermelho e com um cachimbo (pelo próprio nome dá para deduzir que está defecando). De acordo com a tradição, ele é um símbolo de prosperidade e sorte.

 

Outro boneco bastante peculiar é o Caga Tió, um tronquinho de madeira com rosto e pernas. Em 8 de dezembro, ele é coberto com um pequeno cobertor para que não sinta frio. Na noite de Natal, as crianças batem nele enquanto cantam uma canção natalina para que “defeque” presentes. Quando elas saem da sala (ou local onde está o boneco), os pais depositam os presentes. Terminada a cerimônia, o Caga Tió é muitos casos levado para a lareira (algumas pessoas guardam para o Natal seguinte).

 

Mais: os catalães comemoram o Dia de São Jorge no mesmo dia que os brasileiros: 23 de abril. A diferença é que eles costumam presentear as pessoas nesse dia. Mulheres normalmente ganham flores e homens, livros. Detalhe: 23 de abril é também o Dia Internacional do Livro.

 

Outra: os catalães comemoram o Dia dos Pais em 19 de Março, que é também do Dia de São José, que, de acordo com o cristianismo, seria o pai de Jesus Cristo.

 

Entre os pratos mais famosos da culinária catalã estão o arrós caldoso, a butifarra, a esqueixada de bacallà e a fideuá, sendo essa última uma espécie de paella feita com massa em vez de arroz. O arroz, os embutidos e os frutos do mar são alguns dos principais ingredientes da cozinha local.

 

Fontes: Wikipédia, O Globo, Catraca Livre, Sh Barcelona.

 

Share: