Os atentados de 11 de setembro de 2001 são considerados os maiores atentados terroristas da história. Além de destruir as torres gêmeas do World Trade Center, eles deixaram mais de 2 mil mortos. Descubra os números, fatos e curiosidades impressionantes sobre esse momento sinistro da história moderna.

 

O World Trade Center é um complexo de sete escritórios inaugurados em 4 de abril do ano de 1973 na cidade norte-americana de Nova York, estado de Nova York. As torres gêmeas destruídas em 2001 representavam apenas uma parte desse complexo.

 

Cerca de 50 mil pessoas trabalhavam no WTC e por lá circulavam cerca de 200 mil por dia na época dos atentados terroristas.

 

O 11 de setembro de 2001 caiu numa terça-feira.

 

O primeiro avião atingiu a primeira torre do World Trade Center às 8h46 da manhã nos Estados Unidos. O segundo atingiu a outra torre às 9h02. A primeira torre desabou 57 minutos depois de ter sido atingida. A segunda, caiu 102 minutos depois da colisão.

 

O Boeing 757 da American Airlines caiu sobre o Pentágono, sede das Forças Armadas norte-americanas, às 9h37.

 

O 757 da United Airlines que fazia o voo 93, de Newark a São Francisco, caiu em Pittsburg, na Pensilvânia, às 10h06.

 

A colisão com os aviões fez com que cada uma das torres tremesse por pelo menos 4 minutos.

 

A temperatura nos andares atingidos pelo impacto dos aviões chegou a 1.000º Celsius.

 

A energia liberada com o desabamento das torres corresponde a 1% da energia de uma bomba atômica.

 

O impacto dos desabamentos foi tão forte que gerou uma onda de tremores na terra que puderam ser notados a até 500 quilômetros de distância.

 

A nuvem de poeira tóxica gerada pelo colapso do World Trade Center se espalhou num raio de 2 quilômetros.

 

Os incêndios no chamado Marco Zero (local onde ficavam as torres) duraram 99 dias.

 

Apenas 289 corpos foram encontrados inteiros. E, no total, foram recolhidos 21 mil pedaços de cadáveres. Detalhe: morreram 2.753 pessoas nos ataques às torres gêmeas.

 

Calcula-se em 200 o número de pessoas que, desesperadas, saltaram das torres em chamas.

 

Oito crianças morreram nos ataques ao World Trade Center. Todas elas estavam nos aviões que atingiram as torres. A mais jovem tinha apenas dois anos.

 

Mais de 3 mil crianças ficaram órfãos de pai ou mãe no 11 de setembro.

 

Ao todo, morreram pessoas de 115 nacionalidades nesses ataques terroristas.

 

Vinte por cento dos norte-americanos conheciam pelo menos uma vítima dos atentados de 11 de setembro.

 

Nos anos seguintes aos ataques, foram removidos mais de 1 milhão de toneladas de destroços do Marco Zero.

 

Por duas horas, circulou a falsa notícia de que um carro-bomba teria explodido na frente da Casa Branca naquele fatídico 11 de setembro.

 

Calcula-se que foram perdidos 100 milhões de dólares em obras de arte com o desabamento do World Trade Center. Entre essas obras estavam trabalhos de Rodin, Miró, Alexander Calder e Roy Liechtenstein, entre outros. Só de Rodin, desapareceram mais de uma dúzia de obras.

 

O 11 de setembro foi o principal motivo da guerra do Afeganistão, iniciada em 2001. A influência sobre a invasão do Iraque anos depois também foi grande.

 

Existem inúmeras teorias conspiratórias sobre o 11 de setembro, cada uma mais bizarra do que a outra. Uma delas diz que o Pentágono foi atingido por um míssil e outra, que Osama Bin Laden era agente da CIA.

 

Um dos boatos do 11 de setembro mais difundidos foi o de uma câmera encontrada nos escombros com uma foto tirada no topo de uma dos edifícios. A falsa foto mostrava uma dos aviões colidindo com a torre.

 

Dez anos depois dos ataques de 11 de setembro, os gastos militares dos Estados Unidos saltaram de 3,1% para 4,7% do PIB.

 

Share: