Os Estados Unidos da América é um país formado por 50 estados e um distrito federal. Possui possessões e países associados em outras parte dos mundo, como Guam, Ilhas Virgens Americanas e Porto Rico. Descubra nas linhas abaixo algumas curiosidades muito interessantes sobre os Estados Unidos.

 

As 13 faixas horizontais da bandeira norte-americana simbolizam as 13 colônias que se separaram do Reino Unido no século XVIII e fundaram os Estados Unidos da América moderno. As 50 estrelas representam os 50 estados do país.

 

A expressão Tio Sam originou-se do nome de Samuel Wilson, um antigo fornecedor de provisões para o exército norte-americano. Os fardos e os caixotes com o material traziam a sigla “US Army” – Exército dos Estados Unidos. Os soldados fizeram piada e a sigla teve a interpretação jocosa de “Uncle Sam Army”, ou seja, Exército do Tio Sam.

 

Os três maiores estados norte-americanos em superfície são, por ordem: Alasca, Texas e Califórnia. A Califórnia é o mais populoso, com 40 milhões de habitantes (dados de 2017).

 

Por falar em Califórnia, você sabia que das 20 maiores cidades dos Estados Unidos, 4 estão nesse estado? São elas: São Francisco, Los Angeles, San Diego e San Jose.

 

A cidade de Orlando (sede do Magic Kingdom e Epcot Center, entre outros parques), no estado da Flórida, possui apenas 1,9 milhão de habitantes mas recebe anualmente 50 milhões de turistas por ano.

 

Apesar de ser o maior estado em extensão territorial, o Alasca é um dos menos populosos. A população local não chega a 1 milhão de habitantes.

 

Uma curiosidade: o território do Alasca foi comprado dos russos pelos Estados Unidos.

 

O segundo estado mais populoso dos Estados Unidos é o Texas, com mais de 25 milhões de habitantes (dados de 2 015). E por falar em Texas…

 

Você sabia que, assim como Novo México e outros estados do sudoeste norte-americano, o Texas foi colonizado pelos espanhóis e já foi parte do México?

 

O estado da Louisiana foi comprado de Napoleão Bonaparte no início do século XIX. Detalhe: a colônia francesa da Louisiana (ou Territórios de Orleans) na América do Norte era muito maior do que o atual território do estado – ela englobava Oklahoma, Arkansas, Nebraska, Iowa, Missouri e Kansas, além de partes dos territórios do Colorado, de Minessota e de outros estados do centro dos atuais Estados Unidos.

 

Colonizada por espanhóis, a Flórida foi comprada e anexada pelos Estados Unidos no século XIX.

 

A atividade turística emprega 230 mil pessoas na região de Orlando, Flórida. Só a Disney possui 56 mil funcionários.

 

Nova York foi fundada por colonos holandeses com o nome de Nova Amsterdã. Só recebeu o atual nome após ter sido conquistada pelos ingleses, em 1664. O York veio do nobre inglês James Francis Edward Stuart, Duque de York.

 

A cidade de Nova York faz parte do estado de Nova York, mas, ao contrário do que muitos imaginam, não é a sua capital. A capital do estado é Albany.

 

Nova York é a terceira maior cidade das Américas em população, perdendo apenas para a Cidade do México e São Paulo.

 

A primeira sinagoga dos Estados Unidos foi fundada em Nova York. O curioso é que ela foi erguida por judeus oriundos da cidade de Recife, estado de Pernambuco.

 

Você sabia que 36% da população nasceu fora da cidade e que são falados nada mais, nada menos que 170 idiomas em Nova York? É gente do mundo todo mesmo!

 

Quer ter uma ideia da diversidade cultural de Nova York? Tome um táxi e, caso “arranhe” o inglês, pergunte a nacionalidade do taxista. Ele provavelmente será paquistanês, ou indiano, ou polonês, ou cubano… Eles vem de mais de 100 países. Os famosos táxis amarelinhos de Nova York adotaram essa cor no início da década de 1970.

 

Vinte por cento dos norte-americanos conheciam pelo menos uma vítima dos atentados de 11 de setembro de 2001.

 

Hollywood foi fundada no ano de 1877 e teve como inspiração o nome da fazenda da família Wilcox, que habitava a região na época.

 

Um estudo feito entre norte-americanos descobriu 6 milhões de sobrenomes diferentes nos Estados Unidos. Destes, 151 mil são usados por mais de cem norte-americanos. Os mais comuns são Smith, Johnson, Williams, Brown, Jones, Miller, Davis, García, Rodríguez e Wilson.

 

O halloween é festejado no Reino Unido, Irlanda, Canadá e, principalmente, Estados Unidos. Um em cada quatro norte-americanos costuma se fantasiar no halloween, e destes, 60% são adultos.

 

Nos Estados Unidos e em outras partes do mundo, muitos prédios simplesmente não tem o 13º andar.

 

Ao que tudo indica, a sexta-feira 13 prejudica a economia dos Estados Unidos. As perdas chegam a U$ 900 milhões. O motivo? Acredite, muitos norte-americanos não gostam de viajar ou fechar negócios nesse dia.

 

Os norte-americanos são um dos povos mais patriotas do mundo. Basta andar alguns metros numa pequena rua de subúrbio para notar a bandeira dos Estados Unidos na entrada das residências. Aliás, ela está em todos os lugares: escolas, empresas, repartições públicas, lojas de fast-food, grandes magazines, prédios comerciais…

 

Enquanto os brasileiros contam piadas preconceituosas de portugueses, os finlandeses contam de russos, os franceses de belgas, os ingleses de irlandeses, os canadenses de norte-americanos e os norte-americanos de poloneses, mexicanos e canadenses.

 

Os Estados Unidos são o segundo país que mais utilizam agrotóxicos no mundo. O primeiro é o Brasil.

 

Os Estados Unidos foram durante muito tempo o maior produtor mundial de automóveis, só recentemente ultrapassado pela China. Enquanto os chineses produzem 21 milhões de carros por anos, os Estados Unidos fabricam “apenas” 16 milhões.

 

O Brooking Institute mapeou as 300 maiores metrópoles com maior PIB per capita do mundo e apontou seis cidades norte-americanas entre as 10 mais ricas. São elas: San Jose, Hartford, Boston, Bridgeport, Washington DC e Seattle. (dados de 2015)

 

Por sua vez, a revista Forbes apontou sete cidadãos dos Estados Unidos entre as 10 pessoas mais ricas do planeta. Os três norte-americanos mais ricos são Larry Ellison (da Oracle), Warren Buffet (investidor) e Bill Gates (Microsoft). (dados de 2 015)

 

Segundo o Brand Finance, a empresa mais valiosa do mundo é a norte-americana Apple, com valor de mercado de US$ 128 bilhões. As outras empresas citadas na lista das mais valiosas são: Amazon, Google, Microsoft, Verizon, AT&T, GE, Wal-Mart, Samsung e China Mobile (só as duas últimas não são norte-americanas). (dados de 2015)

 

Acredite se quiser, mas o povo norte-americano é o mais armado do mundo. Só para se ter uma ideia, existia no ano de 2007 o equivalente a 90 armas para cada 100 cidadãos do país. O segundo colocado é o Iêmen, com 60 armas para cada 100 pessoas.

 

Uma em cada três pessoas no mundo está acima do peso. Para variar, os norte-americanos estão entre os primeiros colocados. O detalhe é que recentemente eles foram ultrapassados por países do Golfo Pérsico como Kwait, Arábia Saudita, Jordânia e Emirados Árabes Unidos.

 

Os Estados Unidos são o segundo país que mais recebem turistas no mundo, atrás apenas da França. São 70 milhões de turistas por ano, que visitam estados como Nova York, Califórnia e Flórida.

 

Os Estados Unidos são o país mais rico do mundo – isto é, com maior Produto Interno Bruto –, com PIB de US$ 17, 4 trilhões.

Share: