Júlio César foi uma das principais figuras da história do Império Romano. Conquistou as tribos gaulesas, tentou pacificar o Império e, sem querer, criou uma longa dinastia de “césares”. Percorra as linhas a seguir e descubra algumas curiosidades sobre a sua história e, principalmente, seu legado.

 

Caius Julius Caesar, ou Caio Júlio César, foi um general e ditador romano que nasceu em Roma em 100 e morreu na mesma cidade em 44 antes de Cristo.

 

O clã Júlia, ao qual Júlio César pertencia, acreditava ser descendente direto da deusa Vênus – Afrodite, na mitologia grega. Detalhe: César tinha duas irmãs que também tinham o nome Júlia.

 

Quando tinha 20 anos, César partiu para a ilha de Rodes, no mar Egeu, onde pretendia acompanhar um curso de oratória com o grego Apolônio. O problema foi que o navio onde se encontrava foi sequestrado por piratas, que exigiram resgate pela vida dos passageiros. O mais curioso é que César achou a quantia exigida por sua vida insultantemente baixa e insistiu para que seus captores pedissem mais. Mas quando foi libertado, ele fez questão de ordenar a caça e matança dos sequestradores.

 

Júlio César teve inúmeras amantes durante a vida, sendo a mais conhecida a rainha egípcia Cleópatra, com quem teve um filho chamado Ptolomeu Cesarião. Consta que César e Cleópatra mantiveram o romance durante 14 anos.

 

Júlio César concedeu a cidadania romana a quase todos os povos conquistados, pois acreditava que isso ajudaria a unir o Império.

 

Consta que a frase “Até tu, Brutus?” teria sido proferida por César no momento em que percebeu que seu filho adotivo, Marcus Brutus, estava entre os conspiradores que tentavam assassiná-lo. Ela ficou famosa em virtude da peça Júlio César, de Shakespeare, mas… Alguns historiadores contestam a sua veracidade. Segundo eles, César teria dito algo como “Você também, moleque?”. Detalhe: ele teria dito isso em grego, não em latim.

 

Uma das principais heranças de Júlio César foi o livro A Guerra das Gálias, um livro sobre as campanhas contra as tribos gaulesas. Nele, César não só conta como foi a guerra, como relata detalhes sobre os costumes das tribos que encontrou.

 

Foi César que, em 45 antes de Cristo, acrescentou um dia extra a cada quatro anos ao mês de fevereiro, dando origem ao chamado ano bissexto.

 

Por falar em calendário, você sabia que o mês de julho foi assim nomeado em homenagem a Júlio César? Sabia também que Agosto recebeu esse nome em referência a seu sobrinho Otávio Augusto?

 

O nome César tornou-se título imperial ainda durante a vida do ditador. Tal título surgiu provavelmente em 68 ou 69 antes de Cristo. Ele não só continuou sendo usado com o passar do tempo, como deu origem a palavras como “tzar”, em russo, e “kaiser”, em alemão.

 

Você sabia que a palavra cesariana nasceu de César? Cesariana vem do latim “caedere”, que significa “cortar”, mas veio de César porque contam que o ditador foi retirado do útero de sua mãe morta com um corte na barriga dela.

 

Escrita por William Shakespeare, a peça Júlio César possui um relógio que, durante um determinado ato, toca três vezes. O detalhe interessante é que os relógios de ponteiro só foram inventados 1.400 anos após a morte do ditador.

 

Fontes: Wikipédia, EBiografia, Aventuras na História, Factnate

 

Share: