Com o fim da União Soviética, ocorrido no início dos anos 1990, os seus antigos integrantes resolveram, a exemplo da União Europeia, formar um único bloco político-econômico a fim de manter a colaboração e a ajuda mútua, entre outras coisas? Chamado de Comunidade dos Estados Independentes, ele é um dos maiores blocos de países do mundo. Veja nas próximas linhas algumas curiosidades a seu respeito.

 

A Comunidade dos Estados Independentes (CEI) é uma organização de cooperação criada para as 11 das 15 repúblicas que formavam a antiga União Soviética em torno de interesses políticos, geográfico e, principalmente, comerciais.

 

A Comunidade dos Estados Independentes reunia no princípio os seguintes integrantes: Armênia, Azerbaijão, Cazaquistão, Moldávia, Quirquistão, Tadjiquistão, Turcomenistão, Uzbequistão, Bielorrússia, Geórgia, Ucrânia e Rússia. Sua sede fica em Minsk, capital da Bielorrússia.

 

A Geórgia se retirou do grupo em 2009, e a Ucrânia, em 2018. O Turcomenistão é um único integrante não-oficial da CEI atualmente.

 

A retirada da Geórgia ocorreu em virtude de conflitos com a Rússia em torno da região separatista da Ossétia do Sul. A Ucrânia se retirou em razão de disputa com a mesma Rússia pela Crimeia.

 

A CEI é dirigida por um conselho composto pelos chefes de Estado e de governo (primeiros-ministros) das Repúblicas, que são assistidos por comitês de ministros responsáveis por áreas-chave como economia e defesa.

 

O maior país da CEI em extensão territorial é a Rússia, seguida do Cazaquistão.

 

O país mais populoso é também a Rússia, com 144,5 milhões de habitantes. Em seguida vem o Uzbequistão, com 27 milhões, e o Cazaquistão, com 18 milhões.

 

A população da CEI é estimada atualmente em 273 milhões de habitantes, com um PIB que gira em torno US$ 587 bilhões.

 

Das 15 repúblicas soviéticas, apenas três rejeitaram a comunidade desde o início: os países bálticos Letônia, Estônia e Lituânia. Detalhe: elas acabaram com o tempo ingressando na União Europeia.

 

Existem diversos movimentos separatistas nos países da CEI. Na própria Rússia, por exemplo, ocorrem disputas com separatistas de regiões como Chechênia, Tartária e Daguestão. Isso sem contar os conflitos entre países, a exemplo da pendenga entre Armênia e Azerbaijão sobre Nagorno-Karabak.

 

A bandeira da CEI (imagem acima) foi criada em 1996 por um desenhista russo. Com um fundo azul que representa o céu e a paz, ela simboliza a aspiração com uma sociedade mais igualitária, além da cooperação entre os seus membros.

 

Se fosse um único país, a CEI teria uma área de 22.028.629 quilômetros quadrados.

 

Fontes: Wikipédia, InfoEscola, Mundo Educação, Enciclopédia Britânica.

 

Share: