Brunei é um Estado independente encravado na ilha de Bornéu, cuja maior parte é dividida entre Malásia e Indonésia. Possui uma das mais altas qualidades de vida do planeta – com o detalhe de que a população não paga imposto de renda. Descubra nos tópicos a seguir algumas curiosidades muito interessantes sobre esse pequeno e exótico país.

 

Brunei é comumente chamado de Brunei Darussalam, que significa “Brunei, a Morada da Paz”.

 

O curioso é que Brunei é dividido em duas partes, sendo ambas são cercadas pelo território da Malásia.

 

Brunei possui o segundo maior Índice de Desenvolvimento Humano do Sudeste Asiático, atrás apenas de Singapura. Recentemente, a revista Forbes o colocou na 5a posição entre os países mais ricos do mundo num ranking de 182 países.

 

Brunei possui uma população de apenas 416 mil habitantes, com o detalhe de que a maior parte vive na região metropolitana da capital.

 

A capital e maior cidade do sultanato de Brunei é Bandar Seri Begawan, com aproximadamente 280 mil habitantes em sua área metropolitana.

 

As funções de chefe de Estado e chefe de governo são exercidas pelo sultão, que nomeia o conselho legislativo do país (ou seja, o poder Legislativo não é democraticamente eleito).

 

A economia é voltada principalmente para a exportação, sobretudo de matérias-primas como carvão, gás e petróleo. Descoberto em 1929, o petróleo é a principal fonte de riqueza do país.

 

O sultanato possui uma política voltada para o bem-estar social, onde educação, saúde e moradia são totalmente gratuitos. Para receber uma moradia, basta se cadastrar em órgãos do governo.

 

Cerca de 30% da população trabalha como funcionário público e, acredite se quiser, ninguém sabe o que é imposto de renda.

 

Embora a maioria siga a religião islâmica – ou seja, 2/3 da população –, existe um contingente considerável de budistas e cristãos.

 

A cultura de Brunei possui fortes ligações com a cultura malaia, mas com o detalhe de que o islã praticado por lá é mais conservador. A venda de álcool é proibida (a não ser para estrangeiros sob certa regras), o tráfico de drogas é punido com a morte e é vedado aos muçulmanos comemorarem o Natal.

 

Um tipo de moradia bastante comum em Brunei é a casa de palafita. Feitas de madeira, elas abrigam cerca de 30 mil pessoas e, pasme!, algumas são até luxuosas.

 

O sultão Hassanal Bolkiah é atualmente o chefe de Estado mais rico do mundo, com uma forte de cerca de R$ 65 bilhões. Ele também é dono de uma coleção de 2.500 automóveis, incluindo um Rolls-Royce coberto de ouro 24 quilates. Isso tudo sem contar o seu palácio, com 17 andares e 1.800 quartos.

 

Brunei possui uma das porcentagens mais altas de automóveis por habitantes, sendo 1 para cada 2,09 pessoas.

 

Embora a língua oficial seja o malaio, Brunei utiliza o alfabeto árabe em sua escrita.

 

Em virtude do clima tropical, as temperaturas permanecem elevadas durante a maior parte do ano. Chuvas torrenciais também são bastante comuns. Talvez por causa do forte calor, é quase impossível encontrar pedestres nasa ruas durante o dia.

 

Cerca de 50% do território do sultanato de Brunei ainda é coberto por florestas.

 

Fontes: Wikipédia, R7, G1.

 

Share: