O Zimbabwe ou Zimbábue é um país localizado no centro-sul da África. Era antigamente conhecido como Rodésia do Sul. Faz fronteira com países como Moçambique, Botsuana e Zâmbia. Explore os tópicos a seguir e veja algumas pequenas curiosidades sobre esse país, que se tornou conhecido por ter a maior inflação do mundo.

 

O nome do país significa “Casa de Pedra” no dialeto chona.

 

O Zimbábue possui atualmente 12 milhões de habitantes (ano de 2016), a maioria da etnia chona.

 

A religião predominante é o cristianismo, principalmente o anglicano, mas a maior parte da população segue religiões tribais.

 

As línguas mais faladas no país são o inglês e o chona.

 

A capital do Zimbábue é a cidade de Harare, com 2 milhões de habitantes.

 

‘As maiores cidades do Zimbábue são Harare, Bulawayo, Chitungwiza, Mutare e Gweru.

 

O Zimbábue foi colônia britânica até 1980, com o nome de Rodésia do Sul.

 

O país foi governado desde 1980 pelo presidente Robert Mugabe. Foram quase 40 anos no poder.

 

A montanha mais alta do país é o monte Inyangani, com cerca de 2.500 metros de altitude.

 

As principais riquezas da agropecuária local são o cultivo do tabaco e a criação de gado bovino. Com o solo extremamente fértil, o Zimbábue produz ainda milho, algodão, café e cana-de-açúcar.

 

Acredite se quiser, mas a inflação de lá já alcançou os 100.000% (segundo algumas fontes, ela foi ainda mais alta: 9.000.000%). O Zimbábue é o país com a mais alta e galopante inflação do mundo (e, quem sabe, da história).

 

Nunca se viu isso antes: o governo do Zimbábue chegou a imprimir uma nota de incríveis 100 bilhões de dólares locais.

 

A maioria da população vive com pouco mais de US$ 1 por dia. Além disso, 40% dos zimbabuanos são considerados subnutridos. A expectativa de vida gira em torno dos 50 anos.

 

Uma das causas da baixa expectativa de vida no Zimbábue é a epidemia de AIDS. Dos 13 milhões de habitantes do país, cerca de 1,8 milhão está contaminada com o HIV.

 

Apesar de todos os problemas, o país possui a maior taxa de alfabetização de toda a África: 90%.

 

Fontes: Wikipédia, Brasil Escola, InfoEscola, Enciclopédia Ilustrada Folha, Barsa, Terra, IG.

 

Share: